Hospital de Santa Maria abre 30 leitos e recebe obras no valor de R$1,5 milhão


Publicado em: 04 de setembro de 2019

Intervenções contemplam cozinha, Bloco de Emergência e Ambulatório, permitindo a abertura de novos serviços e mais leitos –

 

Reformas que somam aproximadamente R$ 1,5 milhão e a abertura de 30 leitos de internação que estavam fechados e já estão funcionando foram medidas anunciadas, nesta quarta-feira, pelo instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGESDF) para o Hospital Regional de Santa Maria (HRSM). As intervenções estruturais contemplam a cozinha, o Bloco de Emergência e o Ambulatório.

 

As ações também incluem a preparação de um espaço para o recebimento de uma nova ressonância magnética, a primeira que deve entrar em funcionamento em toda a rede pública do DF, que atualmente não conta com nenhum equipamento desse tipo. A aquisição da ressonância faz parte do pacote com 15 metas lançadas na última segunda-feira (2) pelo IGESDF.

 

“A reabertura dessa quantidade de leitos para um hospital desse porte refletirá em melhorias para toda a rede. As obras também são mais uma sinalização do governo para a população de Santa Maria de que estamos focados em tratar os pacientes com dignidade”, destacou o diretor-presidente do IGESDF, Francisco Araújo.

 

A deputada federal, Jaqueline Silva (PTB), estava presente no evento e reconheceu todas as melhorias que vem sendo realizadas pelo IGESDF.

 

“Sou moradora de Santa Maria e vizinha desse hospital. Hoje eu faço questão de fazer um registro de gratificação e parabenização ao IGESDF. É uma grande conquista que faz toda a diferença para as pessoas que estão esperando a oportunidade de estarem alocados onde sejam oferecidas melhores condições de atendimento”, ressaltou a parlamentar.

 

OBRAS – No Bloco de Emergência, as melhorias contemplarão a Sala Vermelha, que passará de seis para oito leitos, e a Sala Vermelha da Pediátrica, que receberá a ampliação de dois para sete leitos. Também será criada a Sala Vermelha de Trauma com mais quatro leitos, totalizando 11 novos leitos para atender pacientes em estado grave. A recepção também será reformada e dois centros de triagem serão criados.

No ambulatório, a ideia é criar uma sala de espera e uma sala de medicação para inaugurar o serviço de hospital dia, destinada a pacientes que precisam apenas tomar medicação intravenosa. Com isso, ao invés de o paciente ficar internado, ele comparecerá nos horários previamente estabelecidos para tomar a medicação e voltar para casa. A ação aumentará o conforto desses pacientes, bem como contribuirá para a liberação de leitos para outras pessoas que precisam.

 

Na cozinha, as obras que começaram no início do ano já foram concluídas e a cozinha está em pleno funcionamento para servir, por dia, 2,8 mil refeições para pacientes/acompanhantes e 350 para profissionais. Foram seis meses em reforma para deixar o cômodo completamente adaptada às normas RDC da ANVISA. Para isso, foi feita a substituição do piso, as paredes ganharam revestimento e toda a parte elétrica e hidráulica recebeu manutenção.

 

 

LEITOS – Dos leitos abertos no HRSM, 20 são na Clínica Médica, cinco na Unidade de Cirurgia Geral e cinco na Unidade Ortopedia. A reabertura de novos leitos só foi possível após a contratação de novos profissionais, reabastecimento de insumos hospitalares e medicamentos, manutenção das camas, reparos em aparelhos como monitores cardíacos, bem como aquisição de aparelhos de pressão, estetoscópios, carrinho de curativo, computadores para abrir a sala de prescrição de enfermagem, entre outras melhorias.

Com os 30 novos leitos reabertos em Santa Maria, o IGESDF completa o reforço de 71 leitos na rede pública de saúde, já que neste ano outros 26 foram reabertos no Hospital de Base (HB) com a reativação do sétimo andar, 10 leitos com a reabertura da Sala Amarela na UPA de Sobradinho, bem como mais cinco no início do ano na pediatra do HRSM.

 

 

Texto: Ailane Silva/IGESDF

Fotos: Davidyson Damasceno/IGESDF

Não deixe de compartilhar: