SALVAR VIDAS É O NOSSO COMPROMISSO.

Hospital de Base inicia força-tarefa para realizar 270 exames de fundoscopia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Ação tem como objetivo atender pacientes que aguardam na fila da Secretaria de Saúde pelo teste oftalmológico

Começou nesta segunda-feira (6) a força-tarefa realizada pelo Hospital de Base (HB) para atender pacientes que aguardam pelo exame de fundoscopia na fila da Secretaria de Saúde (SESDF). Até sexta-feira (10/5), a expectativa é atender 270 usuários devidamente encaminhados.

A chefe da Unidade de Oftalmologia do HB, Viviane Pereira, explica que realizar esse exame não faz parte da rotina do hospital, já que trata-se de um exame básico e de rotina, mas a exceção foi aberta para agilizar o atendimento dos pacientes que aguardam em toda a rede.

“O exame de fundoscopia é usado para identificar patologias como glaucoma, retinopatia diabética e hipertensiva, descolamento de retina e demais patologias graves que podem levar à cegueira se não tratadas”, disse a chefe da unidade.

Segundo ela, o teste deve ser feito regulamente por todas as pessoas. “A indicação é realizá-lo uma vez por ano, mesmo que não tenha conhecimento de nenhuma doença no olho. E para quem tem doenças sistêmicas ou histórico de problema de visão, o ideal é fazer com uma frequência menor, de acordo com a orientação do oftalmologista”, disse a profissional.

Quando o exame não é feito com regularidade, a patologia pode agravar, como é o caso de pacientes diabéticos ou quem já tem alguma lesão predisponente para descolamento de retina. Se o paciente espera muito tempo, a doença agrava, sendo necessário realizar cirurgia.

Brasília/DF, 06/05/2019 – IGESDF – HOSPITAL DE BASE. Mutirão de Oftalmologia realizado no Hospital de Base. Foto: Davidyson Damasceno/Iges-DF

Para fazer o exame de fundoscopia, o oftalmologista projeta um feixe de luz no interior do olho e, mediante a reflexão dessa luz na retina, observar suas estruturas.

Para Francisco Araújo, presidente do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF), responsável pelo HB, o objetivo é e sempre será trabalhar somando esforços com a SES.

“O Iges-DF tem uma gestão diferenciada, mais ágil e, portanto, pode atuar em alguns gargalos enfrentados pela secretaria. Não se trata de atropelar processos, nem sistemas, mas de atender com rapidez a população que necessita de saúde de qualidade em toda a rede”, concluiu.

 

Texto: Ailane Silva/Iges-DF

Fotos: Davidyson Damasceno/Iges-DF

Atendimento à imprensa
Ascom/Iges-DF
(61) 3550-8810
imprensa@igesdf.org.br

Compartilhe esta notícia pelo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72