IGESDF conscientizou mais de 750 pessoas para o Carnaval no Hospital de Base


28/02/2019 - 18h04

Unidade realizou dois dias de atividades para alertar profissionais e pacientes sobre alcoolemia e infecções sexuais

Em dois dias de atividades realizadas no Hospital de Base, sob gestão do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde (IGESDF), mais de 750 pessoas foram conscientizadas para as folias do Carnaval 2019. Funcionários e pacientes que estiveram no prédio, nesta quarta (27) e quinta-feira (28), receberam orientações sobre consumo abusivo de álcool e outras drogas, bem como sobre infecções sexualmente transmissíveis (IST).

As atividades foram apoiadas pelo Laboratório Sabin, que patrocinou uma cabine fotográfica e um quiosque de pipoca. Já o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran DF) montou um cenário composto por uma pista. No espaço, quem passava podia simular, com o auxílio óculos especiais, como é dirigir cansado, sob influência de álcool e outras drogas.

Além disso, foram entregues aproximadamente 800 kits com preservativos e lubrificantes. “No caso das infecções sexualmente transmissíveis, orientamos principalmente sobre o câncer do colo de útero causado pelo HPV, e sobre a sífilis, já que estava controlado e, agora, o número de casos está aumentando em todo o país”, disse a chefe do núcleo de Medicina e Segurança do Trabalho, Lorene de Souza.

Maria Rita Cunha Ribeiro, técnica de enfermagem do IGESDF, elogiou a iniciativa. “É uma ação importante para sensibilizar as pessoas sobre os agravos que podem ocorrer. Simulei passar pela pista sob o efeito de álcool. Essa atitude é bastante perigosa, porque não conseguimos ter equilíbrio”, disse a profissional.

A equipe, que promoveu o evento e estava fantasiada, era formada por uma engenheira de segurança, duas médicas, quatro técnicos de segurança do trabalho, uma enfermeira, uma técnica de enfermagem e um auxiliar administrativo.

Texto: Ailane Silva/IGESDF

Fotos: Lúcio Távora/IGESDF