Cidadão faz questão de agradecer atendimento na UPA de Sobradinho


24/01/2020 - 20h35

Irmão de paciente atendido faz visita à unidade para agradecer aos profissionais.

Gratidão era a expressão que o consultor jurídico Carlos Alberto Mendes Carvalho demonstrava ao abraçar calorosamente a gerente da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Sobradinho II, Telma Maria Moreira, pelo acolhimento, suporte médico e tratamento humanizado prestado ao seu irmão, que sofreu seis crises convulsivas e foi transportado pelo Corpo de Bombeiros Militar (CBM) até a unidade.

Willian Mendes Carvalho, de 62 anos, ao chegar em estado gravíssimo, no dia 18 de janeiro, também foi diagnosticado com acidente vascular encefálico.

O morador de Sobradinho foi prontamente atendido pelo médico Rafael Figueiredo, que reverteu o caso do paciente. Internado há dez dias, ele teve uma melhora significativa e a família, representada pelo irmão Carlos, procurou a gerência para agradecer a toda equipe da unidade.

Emocionado, Carlos Alberto visitou leitos e fez questão de cumprimentar os colaboradores que estavam de plantão. “Estou profundamente agradecido ao atendimento feito ao meu irmão. A saúde do Distrito Federal melhorou muito no último ano. Essa unidade daqui de Sobradinho faz um atendimento maravilhoso aos pacientes“, comentou Carlos.

Carlos Alberto visita o irmão Willian na UPA de Sobradinho

A família chegou a Brasília em 1958 e utiliza a saúde pública para o tratamento do irmão e de quase toda família. Já foram atendidos no Hospital de Base e sempre quando necessitam de emergência vão até a UPA de Sobradinho.

A unidade foi reformada e reestruturada pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (IGESDF), que também aumentou o quadro de profissionais de saúde, equipamentos e leitos. “Nossa intenção é proporcionar saúde de qualidade e dar à população do Distrito Federal um atendimento digno. Pois, ter saúde é ter dignidade”, afirmou o presidente do IGESDF.

Na unidade de Sobradinho, são atendidos, em média, 190 pacientes por dia, com nove médicos plantonistas nas áreas de clínica médica, odontologia, emergência e estabilização em pediatria. A gerente Telma Maria Moreira, está há dois anos à frente da UPA e procura estar ao lado dos pacientes monitorando a qualidade no atendimento e a resolutividade.

“Minha missão é trabalhar a prevenção e educação dos nossos pacientes. Nossa UPA está preparada para atender a comunidade local e acolher os pacientes da maneira mais humanizada possível”, relatou a enfermeira.

Assim como a de Sobradinho, todas as UPAs do DF foram reformadas e tiveram seus estoques de medicamentos e insumos regularizados, bem como suas equipes recompostas com a contratação de mais de 900 profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermeiros.

 

Texto: Maristela Nascimento/IGESDF

Fotos: Davidyson Damasceno/IGESDF