Pacientes psiquiátricos cultivam hortaliças no jardim do Hospital de Base


27/02/2019 - 17h02

Projeto chamado Oficina da Terra ocorre semanalmente

Pelo menos uma vez por semana, os pacientes internados na Unidade de Psiquiatria do Hospital de Base do Distrito Federal, gerido pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde (IGESDF), saem da rotina para cultivar hortaliças no jardim da unidade. O projeto, chamado Oficina da Terra, tem contribuído para o tratamento dos participantes, que passam a manhã preparando a terra, plantando sementes, regando e colhendo o que já cresceu.

“Nosso objetivo é fazer com que eles tenham sensação de liberdade, já que ficam em uma ala reservada em razão do tratamento de transtorno mental agudo. Eles gostam tanto da iniciativa, que passaram a chamar o espaço de Hortaliças da Psiquiatria”, contou o terapeuta ocupacional da Unidade de Psiquiatria, Rudjery Parente.

O profissional explicou que o projeto permite aos pacientes assumirem o posto de cuidador, o que é importante para o tratamento. “A maior parte das atividades é feita por eles e o efeito terapêutico se traduz na estimulação das habilidades motoras, cognitivas e sociais”, descreveu.

Ednan Oliveira, o enfermeiro idealizador do projeto, conta que a escolha das sementes usadas é feita em conjunto com o grupo. “Perguntamos o que eles gostariam de plantar e, com base nas respostas, compramos as sementes. Eles preferem cebolinha, alho poró, alface, tomate cereja, cenoura. A horta é de acordo com eles desejam, mais um estímulo para que tenham autonomia”, ressaltou.

Segundo ele, as atividades auxiliam também na redução do tempo de internação, porque ajudam a ressocializar e acalmar. “Além disso, sabemos que oficina é uma preparação para que os pacientes retornem para o tratamento ambulatorial, geralmente composto por atividades como essa”, finalizou.

DINÂMICA – São duas horas de atividades todas as segundas-feiras, sendo que eles regam as plantas em mais um dia da semana, a critério da escolha dos profissionais. A participação é decidida, em conjunto, pelos profissionais da Unidade Psiquiatria, que avaliam as condições de cada paciente. Em cada oficina, são de 10 a 15 pacientes.

As hortaliças orgânicas colhidas são consumidas pelos próprios pacientes. As sementes são doadas pelos dois profissionais que participam da atividade.

UNIDADE DE PSIQUIATRIA – Os pacientes internados na Unidade de Psiquiatria do Hospital de Base apresentam transtornos mentais. Os mais comuns são depressão, esquizofrenia e bipolaridade. Ao todo, são 24 internados assistidos por equipe multiprofissional composta por médico, enfermeiro, fisioterapeuta, nutricionista, psicólogo, assistente social, terapeuta ocupacional e técnico de enfermagem.

 

Texto: Ailane Silva, do IGESDF

Fotos: Lúcio Távora