Traços de Lúcio Costa integram marca do IGESDF


26/02/2019 - 19h16

Objetivo é criar conexão com a história de Brasília e com os anseios da população em saúde pública.

Objetivo é criar conexão com a história de Brasília e com os anseios da população em saúde pública.

As linhas que lembram o formato de um avião, desenhadas pelo arquiteto Lúcio Costa, integram a logomarca do Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal, que começou a ser utilizada nesta terça-feira (26).

O ícone lembra o início de um novo projeto para Brasília, assim como o do IGESDF, que pretende resgatar a saúde pública para brasilienses e candangos, atendendo aos anseios da população.

As linhas referem-se, ainda, à ligação com o Distrito Federal no quesito história e cultura. Mais do que isso, evidencia a abrangência do novo modelo de gestão, mostrando que, a cada dia, a saúde no DF é para todos.

Com elementos simples e modernos, engloba pontos positivos para a imagem do novo instituto, que é responsável pela gestão dos hospitais de Base e de Santa Maria, bem como das seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

ENTENDA – O Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal (IGESDF) é resultado da ampliação do modelo Instituto Hospital de Base (IHBDF), que foi criado pela Lei 5.899 de 03/07/2017. A mudança permitiu ao instituto uma gestão moderna, baseada em resultados, com metas e indicadores de qualidade, que permitem manter o abastecimento de insumos, a manutenção de equipamentos, além da reposição rápida da força de trabalho necessária ao funcionamento do maior hospital do DF.

Em razão dos resultados positivos, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, enviou à Câmara Legislativa do Distrito Federal o projeto de lei Nº 1/2019, votado e aprovado em 24 de janeiro de 2019 para contemplar mais estruturas. O texto, conforme sancionado na Lei Nº 6.270, de 30 de janeiro de 2019, ampliou o modelo IHB para o Hospital Regional de Santa Maria e para as seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do DF. Com isso, o modelo passou a se chamar Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGESDF).

Em 20 de fevereiro de 2019, foi publicado o decreto Nº 39.674, de 19 de fevereiro de 2019, com a regulamentação. As estruturas que fazem parte do IGESDF não deixaram de ser 100% públicas, nem de fazer parte da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal.

Texto: Ailane Silva, do IGESDF