SALVAR VIDAS É O NOSSO COMPROMISSO.

Verdade ou Mito

Verdade ou Mito
Logo IGESDF-03

A vacina chegou

Verdade ou mito

O Brasil iniciou sua campanha de vacinação contra a covid-19 com a vacina CoronaVac, produzida por meio de uma parceria do Instituto Butantan com o laboratório chinês Sinovac. Além disso, a vacina AstraZeneca/Oxford, feita com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), deve ser usada, uma vez que já teve aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para seu uso emergencial.

Vacinas salvam vidas. Desinformação, não.

Em meio a isso tudo, surgem diversas informações desencontradas. Mostramos o que é verdade e o que é mito sobre as vacinas contra a covid-19. Veja a seguir:

As vacinas foram desenvolvidas em um prazo curto e, por isso, não são seguras.

Mito

Em um momento de pandemia, é natural que mais recursos estejam à disposição de cientistas para que desenvolvam imunizantes. Além disso, aumentou a cooperação mundial entre pesquisadores em busca de uma vacina eficaz. O resultado é que se tem, hoje, mais de uma vacina com eficiência científica comprovada contra a covid-19.

Há risco de efeitos colaterais ao tomar alguma das vacinas contra a covid-19?

Verdade

Toda vacina pode causar reações adversas em uma pequena parcela das pessoas que a tomam. As reações mais comuns são: inchaço no local da injeção, dor muscular, cansaço, dor de cabeça, calafrios e até febre. Outros efeitos como reações alérgicas severas e náuseas são mais raros.

A vacina pode modificar o DNA humano?

Mito

O infectologista do Hospital de Base, Julival Ribeiro, faz um alerta para essa grande fake news, de que a vacina cuja plataforma usa o RNA (da Pfizer/BioNtech e da Moderna) pode mudar o material genético do ser humano, provocando mutações. “Não existe isso. É uma grande mentira. Temos de confiar na ciência e nas pessoas que falam a verdade."

Mesmo ao tomar a vacina, a pessoa pode transmitir a doença?

Verdade

As vacinas não têm 100% de eficácia. Mesmo sendo imunizado, o paciente pode contrair a doença e retransmiti-la a outras pessoas. No entanto, a vacina garante que, em caso de infecção, o vacinado não corre risco de internação hospitalar.

Uma enfermeira morreu nos EUA logo após tomar vacina contra a covid-19.

Mito

O vídeo circulou em grupos de WhatsApp e redes sociais. Nele, a enfermeira Tiffany Dover, do Tennessee, passa mal minutos depois de receber a vacina da Pfizer (que não está em uso no Brasil). Tiffany publicou um vídeo em suas redes sociais explicando o ocorrido e garantindo que estava bem.

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72