16 de novembro: Dia do Não Fumar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Alexandra Carolina

O Dia do Não Fumar busca conscientizar as pessoas sobre o mal que o tabaco causa à saúde. O médico pneumologista da Unidade de Pneumologia do Hospital de Base Jefferson Fontinele e Silva esclarece várias questões e faz alertas sobre o mal que o cigarro pode causar à saúde.

Quais são os principais malefícios da nicotina para a nossa saúde?
A nicotina causa dependência ao seu uso, mas também aumenta o risco de doenças cerebrovasculares, em especial trombose, acidente vascular cerebral (AVC), hipertensão arterial sistêmica e infarto do miocárdio. É importante lembrar que, além da nicotina, a fumaça inalada pode conter várias substâncias químicas, relacionadas à formação de cânceres.

Quais doenças estão relacionadas ao tabagismo?
Além de trombose, AVC, hipertensão arterial sistêmica, infarto do miocárdio, câncer de pulmão, de boca e de esôfago, o tabagismo também pode acarretar diversas doenças respiratórias, sendo a causa da doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). O tabagismo também pode piorar o controle da asma e de outras doenças pulmonares.

O Hospital de Base recebe muitos pacientes em decorrência do tabagismo?
Sim. É grande o impacto do tabagismo no número de atendimentos, tanto de DPOC, asma grave e câncer de pulmão em nosso serviço no hospital.

Por que muitas pessoas têm dificuldade de abandonar o tabagismo?
Devido ao alto poder de dependência imposto pela nicotina. Ela determina ao fumante a necessidade de fumar, numa intensidade que varia de acordo com fatores psicológicos e o grau de dependência química. Por isso, a dificuldade para largar o cigarro é enorme.

Quais os benefícios de parar de fumar definitivamente?
O fato de deixar de fumar já traz uma chance de parar ou reduzir a intensidade da chamada tosse do fumante. Há também melhora da circulação sanguínea e da pressão arterial e da capacidade respiratória, com resposta aprimorada ao exercício. Os sentidos também são beneficiados: pessoas que param de fumar sentem o verdadeiro cheiro e sabor das coisas. Há melhora do hálito também. A longo prazo, a pessoa que para de fumar ganha dias de vida.

Existe algum tipo de tratamento no Hospital de Base que possa ajudar quem deseja parar de fumar a abandonar o vício?
Hoje o tratamento do tabagismo acontece nos postos de saúde. Mas já há um projeto no Hospital de Base bem avançado para implementarmos o tratamento ao tabagismo naqueles pacientes que estão internados no hospital.

Em relação aos fumantes passivos: quais os malefícios de absorver a fumaça do cigarro de forma corriqueira, para quem convive com fumantes?
A exposição passiva à fumaça do cigarro pode acarretar desde reações alérgicas (rinite, tosse, conjuntivite e exacerbação de asma) em curto período, até infarto agudo do miocárdio, câncer do pulmão e doença pulmonar obstrutiva crônica (enfisema pulmonar e bronquite crônica) em adultos expostos por longos períodos.

Com o objetivo de conscientizar e chamar atenção para o tema nesta data, temos dados sobre a incidência de câncer de pulmão ou outras enfermidades relacionadas?
De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de pulmão, segundo as estimativas de 2020, é o terceiro mais comum em homens (17.760 casos novos) e o quarto em mulheres no Brasil (12.440 casos novos). É o primeiro em todo o mundo em incidência entre os homens e o terceiro entre as mulheres. Em relação à mortalidade, é o primeiro entre os homens e o segundo entre as mulheres, de acordo com estimativas mundiais de 2020, que apontou incidência de 2,12 milhões de casos novos, sendo 1,35 milhão em homens e 770 mil em mulheres. No Brasil, a doença foi responsável por 28.620 mortes em 2020.

Segundo trabalho publicado na revista Ciência & Saúde Coletiva de 2020, por Cruz MM & Pereira M, a prevalência de DPOC no Brasil foi de 17% entre adultos maiores de 40 anos e a região de maior prevalência de DPOC foi o Centro-Oeste (25%).

Renata Nandes e Sandra Turcato

Atendimento à imprensa
Ascom/IGESDF
(61) 3550-9281
imprensa@igesdf.org.br

Compartilhe esta notícia pelo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

SALVAR VIDAS É O NOSSO COMPROMISSO.

2022 – IGESDF – Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal – Todos os direitos reservados

© 2022 – IGESDF – Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal – Todos os direitos reservados

Jucier Hair Designer

Com mais de história 36 anos de história localizado no edifício Radio Center, o salão de beleza Jucier Hair Designer preza pelo melhor atendimento aos seus clientes, realizando serviços como :

  • Cabelo : corte, escova, progressiva, tintura e mechas;
  • Unha : pé e mão ( em conjunto);
  • Depilação : axilas, contorno cirúrgico, meia perna e perna completa;
  • Sobrancelha : design simples.‌‌


Benefício
: 20% de desconto aos colaboradores do IgesDF

Corte:
Masculino: De R$ 45,00 por R$ 36,00
Feminino: De R$ 75,00 por R$ 60,00

Escova:
Curta: De R$40,00 por R$32,00
Média: De R$ 45,00 por R$36,00
Longa: De R$55,00 por R$44,00

Químicas:
Progressiva: De R$250,00 por R$200,00
Tintura: De R$ 180,00 por R$ 144,00
Mechas: De R$ 280,00 por 224,00

Unha:
Pé e mão – De R$45,00 por R$ 36,00

Depilação :
Axilas: De R$30,00 por R$ 24,00
Contorno cirúrgico: De R$ 60,00 por R$ 48,00
Meia perna: De R$ 40,00 por R$ 32,00
Perna completa: R$50,00 por R$ 40,00

Sobrancelha :
 Design simples – De R$ 45,00 por R$36,00

Telefone: 3967-3738
Endereço: Srtvn 702 bloco p loja 109 – Asa Norte – Ed Brasilia Radio Center.