Áreas ao redor do Hospital de Base são revitalizados pelo programa GDF Presente


18/08/2020 - 16h13

Ação de limpeza e reforma contempla paradas de ônibus e passagens subterrâneas que dão acesso ao metrô

As áreas que circundam o Hospital de Base (HB) estão recebendo limpeza, obras e diversos reparos pelo programa GDF Presente. Os pontos de ônibus estão sendo inteiramente reformados, foi iniciada a limpeza de todas as passagens subterrâneas de pedestres que dão acesso ao metrô, bem como toda a sinalização vertical e horizontal está sendo revitalizada, assim como as placas de identificação de vagas de estacionamento especializadas para idosos e pessoas com deficiência.

O coordenador do GDF Presente, Alexandro Cesar, afirmou que também serão realizadas podas de árvores, todo o estacionamento ao redor passará por limpeza e higienização, varrição, roçagem nos canteiros, retirada de entulho do jardim e do estacionamento.

“O trabalho é uma ação importante e envolve vários órgãos, permitindo melhor acessibilidade aos nossos usuários de saúde”, ressaltou Alexandre Cesar, ao citar que o trabalho é desenvolvido pela Secretaria de Governo e Administração de Brasília em parceria com a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), Departamento de Trânsito (Detran), Serviço de Limpeza Urbano (SLU) e Secretaria de Mobilidade (Semob).

Segundo o Diretor-Presidente do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGESDF), que administra o Hospital de Base, Sergio Costa, as melhorias vão aumentar a segurança e comodidade de todos os pacientes que procuram atendimento no Hospital de Base.

“Essa ação de limpeza e reforma é de fundamental importância e complementa as diversas melhorias para elevar a qualidade dos serviços no Hospital de Base”, complementou.

O chefe de segurança institucional do Hospital de Base, Rogério Pacheco, reforçou que esse trabalho é de suma importância, porque vai contribuir para melhorar a iluminação e, consequentemente, a visualização e a segurança dos usuários, inibindo atitudes ilícitas na região.

Texto: Mara Moreira/IGESDF

Fotos: Davidyson Damasceno/IGESDF