Comitê do Projeto Lean foi ativado no Hospital de Base


17/04/2020 - 12h36

Grupo foi criado na quinta-feira e vai traçar ações estratégicas relativas à Covid-19 com orientação do Ministério da Saúde e Hospital Sírio-Libanês
Nesta sexta-feira (17), foi realizada a primeira reunião do Comitê do Projeto Lean nas Emergências, no Hospital de Base. O grupo, criado na quinta-feira (16), vai articular ações para aumentar a capacidade de resposta de atendimento à população com foco no novo coronavírus. Gerido também pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (IGESDF), o Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) participa do mesmo projeto e realiza ações semelhantes, inclusive, com implantação do comitê.
“O objetivo do comitê é aperfeiçoar os processos de trabalho e fluxos, elevando a capacidade de resposta das unidades hospitalares nas portas de entradas de urgência e emergência voltadas para a Covid-19. Essas medidas vão refletir também na dinâmica e funcionamento não só voltada para o novo coronavírus, mas das demais áreas e especialidades”, ressaltou o diretor-presidente interino do IGESDF, Sérgio Costa.
O gestor detalhou que o comitê vai focar tanto em processos relativos às atividades finalísticas, que são as assistenciais voltadas para o cidadão, quanto das atividades meio, que envolvem o abastecimento de medicamentos e insumos, fornecimento de equipamentos, gestão de leitos, gestão de fluxo de pacientes, monitoramento do tempo médio de permanência e taxa de ocupação da unidade hospitalar.
“Isso tudo é para que tenhamos melhor fluxo, ordenamento e capacidade, otimizando a estrutura hospitalar”, complementou Costa, ao informar que as reuniões do comitê serão diárias.
O comitê é formado por membros da Diretoria de Assistência do Hospital de Base, Superintendência do Hospital de Base, Diretoria de Inovação, Ensino e Pesquisa, Superintendência Operacional do Hospital de Base e gerências assistenciais.
ENTENDA – O projeto trata-se da iniciativa Lean nas Emergências – Plano de Resposta Hospitalar Covid-19, do Ministério da Saúde, realizado em parceria com o Hospital Sírio-Libanês.
Na quarta-feira (15), foi realizada a primeira reunião para implantação do projeto com representantes do Hospital Sírio Libanês, no Hospital de Base. Ontem (14), o encontro foi promovido no Hospital Regional de Santa Maria. As UPAs, também geridas pelo IGESDF, começaram a participar de um projeto semelhante desde 31 de março.
Confira alguns dos benefícios do projeto Lean nas Emergências:
• Aumento do giro de leitos.
• Engajamento da equipe e o apoio da direção.
• Medidas assertivas de gestão e reabastecimento de medicamentos.
• Mais qualidade nos serviços prestados.
• Redução do tempo médio de permanência.
• Novo fluxo de atendimento ao paciente e de trabalho da equipe envolvida.
• Maior agilidade das atividades voltadas a assistência e melhor orientação das equipes para a “tomada de decisão”.
• Construção coletiva do Plano de Contingência.
• Aumento da satisfação dos usuários e dos colaboradores atuantes na unidade.
Texto: Ailane Silva/ Ascom IGESDF
Fotos: Davidyson Damasceno/IGESDF