SALVAR VIDAS É O NOSSO COMPROMISSO.

Conselho de Administração aprova Gilberto Occhi para presidir o Iges

Indicado, que ainda tomará posse como interino, passará por sabatina na CLDF para ocupar o cargo definitivamente

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Ailane Silva

Os 10 membros do Conselho de Administração do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) aprovaram de forma unânime, nesta quinta-feira (18), Gilberto Occhi para ocupar o cargo de diretor-presidente do instituto. A indicação ocorreu durante a 15ª Reunião Extraordinária do conselho, realizada por videoconferência. Agora, para ocupar o cargo definitivamente, Occhi passará por sabatina na Câmara Legislativa do DF (CLDF).

Indicação de Gilberto Occhi ocorreu durante videoconferência

O Iges é responsável por administrar o Hospital de Base (HB), o Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e as seis unidades de pronto atendimento (UPAs). A mudança ocorreu após Paulo Ricardo Silva ter sido afastado pelo conselho, em 3 de fevereiro, quando o diretor de Administração e Logística, Marcelo Oliveira Barbosa, foi nomeado gestor interino.

“Vou trabalhar com dedicação e com todos para fazer essa gestão, que terá transparência, divulgação das informações e apresentação de relatórios. Agradeço pela confiança depositada em mim pelo governador, pelo secretário de Saúde e pelos senhores conselheiros que me deram a oportunidade de trabalhar para melhorar a vida das pessoas”, ressaltou Occhi, que tomará posse nos próximos dias.

Presidente do conselho, o secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, destacou que Occhi foi ministro por três vezes e tem um currículo que demonstra capacidade técnica. “Ele está há duas semanas em reunião com a Saúde e integrantes do Iges para receber o diagnóstico do instituto e adotar as medidas necessárias para conduzir o trabalho da melhor forma possível”, disse Okumoto.

Occhi foi enfático em dizer que atuará com muita transparência e que o foco da diretoria será equilibrar as contas e dar continuidade a ações que impactarão nas melhorias do atendimento à população.

“Tivemos uma reunião com o governador e temos a necessidade de uma reestruturação do instituto. Precisamos reduzir despesas e queremos que o instituto dê prosseguimento à construção das UPAs”, disse.

O indicado para a presidência do Iges ressaltou que o instituto passa por uma situação financeira delicada, com folha de pagamento inchada, além de débitos com fornecedores de serviços e insumos.

“Precisamos encontrar alternativas para pagar o que está sendo devido, temos que equilibrar esse repasse da SES para o Iges. Então, estamos avaliando a força de trabalho, a produção dos hospitais e das UPAs. Com esse diagnóstico, vamos adotar todas as ações necessárias para cortar gastos, equalizar as dívidas e melhorar a saúde do DF”, finalizou, ao informar que dará continuidade à devolução de servidores estatutários, conforme orientação do Ministério Público.

Currículo

Gilberto Occhi tem ampla experiência em administração pública. Entre abril de 2018 e janeiro de 2019, foi ministro da Saúde e presidente da Caixa Econômica Federal na gestão de Michel Temer. Antes, ainda na esfera federal, foi ministro das Cidades e ministro da Integração Nacional no governo de Dilma Rousseff.

Ainda em 2019, Occhi passou a atuar no Governo do Distrito Federal (GDF). Foi escolhido pelo governador Ibaneis Rocha para a chefia da Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap). O gestor volta à política local assumindo o Iges-DF para dar continuidade ao trabalho de prestação de serviço humanizado à população.

Atendimento à imprensa
Ascom/Iges-DF
(61) 3550-8810
imprensa@igesdf.org.br

Compartilhe esta notícia pelo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72