Covid-19: IGESDF já fez mais de 100 mil atendimentos

Balanço refere-se a março de 2020 a abril de 2021, quando também foram realizados 72,5 testes

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Thaís Umbelino

Davidyson Damasceno/ Ascom Iges-DF

Mais de 101,8 mil atendimentos já foram realizados a pacientes com suspeita ou diagnosticados com a covid-19 no Hospital de Base (HB), Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e nas seis unidades de pronto atendimento (UPAs) do DF, de março de 2020 a abril de 2021. Os dados são do último levantamento feito pela Coordenação Estratégica da Informação do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (IGESDF), que administra as oito unidades.

Do total, mais de 73% dos atendimentos ou 75,2 mil foram prestados pelas UPAs, sendo que a do Núcleo Bandeirante liderou o número de atendimentos com o total de 17,3 mil, seguida das UPAs de Samambaia, (15,3 mil atendimentos), Ceilândia (15,2 mil atendimentos), Sobradinho (13 mil atendimentos), São Sebastião (8,6 mil atendimentos) e Recanto das Emas (5,8 mil).

Já o Hospital de Santa Maria garantiu cerca de 23,8 mil atendimentos nas unidades de terapia intensiva (UTIs), de cuidados intermediários (UCIs) e no pronto-socorro covid-19. “Estamos tomando todas as medidas necessárias para conter o vírus, prestando atendimento ao máximo de pacientes durante a pandemia, com a atuação de profissionais experientes e comprometidos”, afirmou o superintendente do HRSM, Willy Pereira.

No caso do Hospital de Base, que passou a receber pacientes com covid-19 na unidade em abril de 2020, foram 2,8 mil atendimentos a pacientes imunossuprimidos ou que possuem doenças de alta complexidade como câncer. “Não medimos esforços para garantir um atendimento de qualidade e acessível, com objetivo de melhorar a qualidade de vida dos nossos pacientes”, ressaltou o superintendente do HB, Paulo Cortez.

Testes

Em mais de um ano de pandemia, o IGESDF também realizou mais de 72,5 mil testes RT-PCR e testes rápidos em pacientes com suspeita de covid-19. A maior parte dos exames foi aplicada durante os atendimentos nas UPAs, que fizeram 37,7 mil testes. Os exames são realizados quando solicitados na triagem médica, segundo a superintendente das UPAS, Nadja Vieira. “Todos que chegam à UPA passam pela triagem médica e lá, quando o médico identifica sintomas de covid-19, já solicita o teste”, explica.

Já no HRSM foram realizados 15,2 mil testes e no HB, 19,6 mil exames. Em ambas as unidades, além de atender pacientes com sintomas de covid-19, os exames são direcionados para aqueles que vão passar por cirurgias.

Medidas preventivas

Todas as unidades do Iges-DF mantêm a rotina de repetir, por meio de cartazes, avisos ou informações na tela do computador dos colaboradores, os cuidados básicos para evitar a contaminação: usar máscara, higienizar as mãos com álcool gel e manter o distanciamento social.

Outras medidas de segurança são a limpeza e higienização constantes das unidades de saúde, redução do número de familiares que podem acompanhar pacientes com outras enfermidades e limitação da circulação de visitantes nas dependências das unidades. Além disso, as áreas de atendimento covid-19 estão isoladas.

Edição: Ailane Silva

Atendimento à imprensa
Ascom/Iges-DF
(61) 3550-8810
imprensa@igesdf.org.br

Compartilhe esta notícia pelo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72