Deve acabar hoje o primeiro lote de vacinas do Hospital de Base

HB recebeu 1.160 doses, que, durante três dias, foram aplicadas em profissionais priorizados pelo Ministério da Saúde

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Ascom Iges-DF

O Hospital de Base está prevendo ainda para hoje (22) o encerramento da aplicação das 1.160 primeiras doses da vacina CoronaVac que foram entregues pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal. A vacinação contra a covid-19 começou na quarta-feira (20) no HB e atendeu somente profissionais que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus, entre eles médicos, enfermeiros e agentes de limpeza, higiene e segurança.

Salas estão reservadas no pronto-socorro para a vacinação contra a covid-19
Salas estão reservadas no pronto-socorro para a vacinação contra a covid-19

Ao final da vacinação desse primeiro lote, a Superintendência do Hospital de Base enviará para a direção do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (Iges-DF) a relação de todos os nomes dos colaboradores vacinados e seus respectivos cargos. O documento também será entregue à Secretaria de Saúde e ao Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

O superintendente do HB, Lucas Seixas, ressaltou que acabou o primeiro lote de vacinas, mas não o processo de vacinação, uma vez que está prevista para breve a renovação do estoque pelo Ministério da Saúde. Segundo Seixas, os profissionais do HB continuarão sendo vacinados assim que chegarem novas doses.

Mas ele enfatiza que orientou sua equipe a vacinar os colaboradores conforme a ordem de prioridade definida no Plano Nacional de Imunização. “Pelas orientações do Ministério da Saúde, todos os profissionais de saúde têm prioridade para a vacinação, fazendo parte do grupo 1. Mas, dentro desse grupo, precisamos priorizar alguns setores, como o pronto-socorro e toda a área Covid”, explica. “Mas queremos dizer que, muito em breve, todos os colaboradores do hospital serão imunizados.”

Seixas declarou ainda que os gestores administrativos do Hospital de Base serão excluídos do grupo prioritário, apesar de todos serem profissionais de saúde. “Apesar de sermos médicos, psicólogos, entre outras especialidades, e entrarmos em todas as áreas Covid do hospital, não vamos nos imunizar na primeira fase”, avisa. “Mesmo estando contemplados pelos planos de vacinação do Ministério da Saúde e da Secretaria de Saúde, receberemos a vacina posteriormente, junto com a população em geral, de acordo com a faixa etária.”

O presidente do Iges-DF, Paulo Ricardo Silva, reforça que a definição dos nomes prioritários está sendo feita de forma cuidadosa, para que não haja qualquer tipo de injustiça. “Os profissionais da linha de frente são os primeiros, mas logo em seguida virão os outros tantos trabalhadores que atuam incansavelmente para salvar vidas e atender bem a população do DF”, garante.

Anvisa aprovou hoje uso emergencial de mais 4,8 milhões da CoronaVac

Paulo Ricardo rebate ainda as acusações de que os profissionais do Iges-DF já vacinados teriam sido privilegiados. “Esses profissionais não estão tendo qualquer privilégio”, reage. “Desde o início da pandemia, eles, diariamente, enfrentam a morte para salvar vidas. Vaciná-los prioritariamente, além de ser justo, é uma forma de agradecer por tudo que eles fizeram e estão fazendo para vencermos essa luta.”

Chegada de novos lotes ao Brasil

Dois milhões de doses da vacina contra o coronavírus fabricadas na Índia e encomendadas pelo Brasil devem chegar ao País no início da noite desta sexta-feira (22). O lote é da fabricante Oxford/Astrazeneca.

A carga vinda do país asiático pousará no Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão, no Rio de Janeiro. A partir de então, ficará sob responsabilidade da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

A vacina já tem autorização para uso emergencial expedida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O Governo do Distrito Federal aguarda as informações sobre quantas doses serão destinadas para cada unidade da Federação.

Além disso, a Anvisa aprovou, também nesta sexta, o uso emergencial de mais 4,8 milhões de doses da CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. As doses estão prontas para serem distribuídas.

Atendimento à imprensa
Ascom/Iges-DF
(61) 3550-8810
imprensa@igesdf.org.br

Compartilhe esta notícia pelo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72