Dia Mundial da Voz é comemorado nesta quinta-feira (16)


16/04/2020 - 18h29

É necessário prestar atenção aos sinais que podem estar associados ao uso inadequado da voz

Nesta terça-feira (16), é celebrado o Dia Mundial da Voz. A data alerta sobre os cuidados que se deve ter com a voz, bem como sinais que podem estar associados à doenças, principalmente, o câncer de laringe. Uso de cigarro e álcool são fatores que predispõe ao surgimento da doença.

“Desde de 1999, no Brasil, celebramos essa data com diversas ações junto à população, com o objetivo de orientar sobre os cuidados com a voz e identificar precocemente o câncer de laringe”, informou a fonoaudióloga do Serviço de Fonoaudiologia do Hospital de Base, Bartira Donato.

Segundo ela, aproximadamente 70% dos trabalhadores utilizam a voz, sendo que 30% têm a voz como principal instrumento. “Quem tem voz rouca deve ficar atento, porque pode indicar um problema grave, como o câncer de laringe. Rouquidão por até 15 dias pode ser causada por um processo alérgico, virose, infecção, crise de tosse. Após esse prazo, é necessário buscar orientação médica de otorrinolaringologista, que é responsável pelo diagnóstico”, informou.

As pessoas também devem ficar em alerta para sintomas como ardor na garganta, fadiga da voz, dor ao falar, sensação de aperto na garganta e dificuldade para que a voz atinja notas agudas.

Saiba como cuidar da voz:
• Aumente a hidratação com água, água de coco, suco, chá.
• Tenha períodos de repouso vocal, principalmente, para quem tem a voz como principal instrumento de trabalho.
• Não fume.
• Não beba.
• Para quem trabalha com a voz, o ideal é fazer exercícios de aquecimento, que devem ser individualizados e prescritos de forma individual pelo fonoaudiólogo.
• Cuidado com ambientes barulhentos! Acabamos aumentando o tom de voz e, até, gritando, o que desgasta a voz.
• Evite pigarrear.
• Medicações podem causar alteração na voz, por isso, evite a automedicação.
• Evite bebida gelada.
• Maçã tem propriedade adstringente e contribui para a limpeza das cordas vocais.
• Rouquidão acima de 15 dias deve ser investigada, bem como ardor, fadiga da voz, dor ao falar ou sensação de aperto na garganta e dificuldade para atingir notas agudas.

SERVIÇO – O ambulatório do Hospital de Base, desde o ano de 1998, presta assistência para os indivíduos que apresentam alterações vocais decorrentes do câncer de laringe, lesões benignas que podem acometer as pregas vocais e uso inadequado da voz. Normalmente os pacientes são encaminhados após avaliação médica especializada (otorrinolaringologista, cirurgião de cabeça e pescoço, pneumologista). O público alvo são crianças acima de cinco anos de idade, adultos e idosos.

 

Texto: Ailane Silva/IGESDF

Foto: Davidyson Damasceno/IGESDF