SALVAR VIDAS É O NOSSO COMPROMISSO.

Estágio mais valorizado para o mercado

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

 

Lei sancionada pelo governador Ibaneis Rocha beneficia quase 15 mil estagiários da rede pública de saúde do DF

A experiência de estagiários da rede pública ou privada de ensino na área da saúde passa a contar pontos para concursos públicos e processos eletivos realizados no Distrito Federal. A Lei n° 6.690, de autoria do deputado distrital Jorge Vianna, foi sancionada pelo governador Ibaneis Rocha e vai beneficiar cerca de 14.870 estagiários que atuam na rede pública da capital.

O gerente de educação em saúde da Secretaria de Saúde (SES), Ysday Custódio, destaca que a lei possibilita aos alunos ingresso mais rápido no mercado de trabalho. “O estágio fornece a experiência necessária para complementar a formação dos estudantes”, avalia. “É uma necessidade deles, para que conquistem o primeiro emprego ao sair da faculdade, e também social, para que haja cada vez mais profissionais atendendo a população”.

Para receber o certificado que vai comprovar as atividades desenvolvidas, o estagiário precisa estar regularmente matriculado e com frequência efetiva em curso de ensino médio ou superior da rede pública ou particular da capital. Ao final do estágio, a unidade de saúde deve fornecer documento que comprove a carga horária total, número de meses  trabalhados, atividades realizadas e desempenho do estudante.

Ysday Custódio aconselha que o aluno solicite o certificado assim que se desligar do estágio. “É obrigação da unidade de saúde emitir o documento, mas é importante que o interessado também cobre”, orienta. “Se deixar só para quando precisar, pode ser que tenha dificuldade ou não consiga a declaração”. A regulamentação com mais informações, informa, deve sair no próximo mês.

Complemento – A gerente de enfermagem do Hospital de Base (HB), Thaís Ribeiro, ressalta a importância do estágio para a formação do estudante: “É essencial para que ele identifique qual área gostaria de seguir, atuando ainda melhor. Também é no estágio que o aluno descobre as mais diversas áreas da profissão, que às vezes, na faculdade, não tem a oportunidade de experimentar”.

Ela explica que, no caso do HB, os estagiários aprendem tanto da área da saúde, quanto da administrativa. “Eles são acompanhados por profissionais desde que ingressam até o final do estágio”, informa. “Durante os atendimentos, aprendem a como receber o paciente até a última etapa do processo”.

 

Texto: Agência Brasília

Foto: Davidyson Damasceno/IGESDF

Atendimento à imprensa
Ascom/Iges-DF
(61) 3550-9281
imprensa@igesdf.org.br

Compartilhe esta notícia pelo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72