Estoques do IGESDF passam a ser controlados com código de barras

Sistema foi implantado na Central de Armazenamento e Logística e, gradativamente, será instalado nas demais unidades  

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Equipamento para leitura dos códigos funciona com sistema bluetooth

A Central de Armazenamento e Logística do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGESDF) ampliou o controle dos estoques de medicamentos, materiais médicos e administrativos, com a implantação neste mês do Sistema de Leitura de Código de Barras. Com a modernização, o Almoxarifado da Unidade Central de Administração (Ucad), que gerencia os insumos, aperfeiçoará a gestão dos materiais e atuará com mais agilidade no controle e distribuição.

O Gerente Geral de Logística de Insumos da Superintendência da Unidade Central de Administração (Sucad), Manoel Lemos, explica que o volume de itens armazenados no local é alto, já que abastecem todas as unidades do IGESDF, ou seja, o Hospital de Base (HBDF), Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), 11 unidades de pronto atendimento (UPAs) e setores administrativos. Por tanto, foi necessário o aperfeiçoamento do controle em toda a cadeia logística.

Materiais chegando à Central de Abastecimento e Logística

“São mais de 4 mil insumos diferentes administrados pela Central e distribuídos para todas as unidades, de acordo com o controle de consumo médio de cada uma delas. Por isso, as equipes estão trabalhando desde o dia 24 de novembro para inserir os códigos de barras em todos os produtos, serviço que deve ser concluído até janeiro de 2022, junto com inventário anual de todas as unidades”, contou.

Para fazer a modernização, os técnicos que fazem a separação dos materiais passaram por treinamento para operarem as leitoras e inserirem os parâmetros de controle adequados para cada insumo no Sistema MV, que é usado na Gestão dos Estoques.

Também foi necessário adquirir leitores de códigos que funcionam por bluetooth, tecnologia de comunicação sem fio que permite que aparelhos eletrônicos troquem dados por meio de ondas de rádio, dispensando o uso de fios, o que agrega bastante autonomia e mobilidade dentro dos almoxarifados e farmácias.

Estoques da Central de Armazenamento e Logística

“Com o sistema automatizado, vamos aumentar a velocidade do nosso serviço, que era feito totalmente de forma manual, sujeito a erros no preenchimento de todas as informações no sistema. Com as leitoras, aumentamos a velocidade do processo de entrada e saída de insumos, padronizamos os processos e informações de cada item e ganhamos confiabilidade”, disse.

Manoel explica que o processo de identificação do material começa quando os fornecedores fazem a entrega do produto na UCAD. O item que já está cadastrado no sistema, possui informações como nome e dosagem. Depois, os colaboradores incluem dados como data de vencimento, lote e quantidade, que variam de acordo com cada recebimento. Assim, basta imprimir os códigos de barra e identificar os produtos.

“Esse é um sistema instantâneo. A partir do momento que o insumo é etiquetado e é feita a leitura do código pelo equipamento, ele terá sua entrada ou saída registrada instantaneamente no sistema, sem precisar mais que alguém faça esses lançamentos manualmente”, esclarece, ao dizer que o sistema também permite a localização exata de cada caixa dentro do galpão onde é armazenado.

Segundo Manoel, o abastecimento dos insumos ocorre diariamente para manter os estoques regulares das unidades de saúde administradas pelo IGESDF. “Com o Sistema MV em cada Unidade, implementaremos as leitoras e modernizaremos toda gestão de estoques do IGESDF”, finalizou, ao destacar que a expectativa é de que as demais unidades de saúde também recebam o novo sistema de leitura de código de barra em breve.

 

Reportagem: Ailane Silva

Atendimento à imprensa
Ascom/IGESDF
(61) 3550-9281
imprensa@igesdf.org.br

Compartilhe esta notícia pelo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

SALVAR VIDAS É O NOSSO COMPROMISSO.

2022 – IGESDF – Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal – Todos os direitos reservados

© 2022 – IGESDF – Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal – Todos os direitos reservados

Jucier Hair Designer

Com mais de história 36 anos de história localizado no edifício Radio Center, o salão de beleza Jucier Hair Designer preza pelo melhor atendimento aos seus clientes, realizando serviços como :

  • Cabelo : corte, escova, progressiva, tintura e mechas;
  • Unha : pé e mão ( em conjunto);
  • Depilação : axilas, contorno cirúrgico, meia perna e perna completa;
  • Sobrancelha : design simples.‌‌


Benefício
: 20% de desconto aos colaboradores do IgesDF

Corte:
Masculino: De R$ 45,00 por R$ 36,00
Feminino: De R$ 75,00 por R$ 60,00

Escova:
Curta: De R$40,00 por R$32,00
Média: De R$ 45,00 por R$36,00
Longa: De R$55,00 por R$44,00

Químicas:
Progressiva: De R$250,00 por R$200,00
Tintura: De R$ 180,00 por R$ 144,00
Mechas: De R$ 280,00 por 224,00

Unha:
Pé e mão – De R$45,00 por R$ 36,00

Depilação :
Axilas: De R$30,00 por R$ 24,00
Contorno cirúrgico: De R$ 60,00 por R$ 48,00
Meia perna: De R$ 40,00 por R$ 32,00
Perna completa: R$50,00 por R$ 40,00

Sobrancelha :
 Design simples – De R$ 45,00 por R$36,00

Telefone: 3967-3738
Endereço: Srtvn 702 bloco p loja 109 – Asa Norte – Ed Brasilia Radio Center.