Hemodinâmica do HB realiza força-tarefa para cateterismo


18/07/2020 - 14h56

Ação está acontecendo com intuito de zerar a fila pelo procedimento em pacientes agudos

O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGESDF) atua de forma efetiva no apoio à rede de saúde pública do DF.
Em busca de atender a demanda de pacientes agudos à espera por cateterismo em unidades da rede pública, o Núcleo de Hemodinâmica do Hospital de Base (HB) organizou uma força-tarefa neste final de semana.

A fim de desospitalizar o maior número de pacientes, o gerente geral de assistência do HB, Lucas Seixas, explicou a decisão pela ação.

“Devido o momento de pandemia, entendemos que o melhor é que os pacientes sejam mantidos o mínimo tempo possível no ambiente hospitalar. Diante disso, e, por saber que muitos aguardam apenas por procedimentos para continuar os tratamentos em suas residências, estamos organizando um conjunto de forças-tarefas, sendo que a do cateterismo é a primeira das que acontecerão nas próximas semanas”, destacou.

O diretor-presidente do IGESDF, Sergio Luiz da Costa, salientou que as ações estratégicas darão uma resposta às demandas da população sem que o IGESDF deixe de dar suporte aos casos de covid-19.

“Vamos trabalhar com foco e mecanismos para minimizar os impactos do coronavírus. Apesar de as cirurgias eletivas estarem suspensas, não vamos deixar os pacientes desassistidos. Queremos oferecer, com a ideia dos mutirões, atendimentos, principalmente, para quem aguarda dentro das unidades de saúde”, afirmou Sergio.

O presidente contou que, em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde (SES) que regula os procedimentos, a cada 15 dias haverá uma ação de força-tarefa para mitigar a hospitalização.

“Devemos ter atendimentos em ortopedia, oftalmologia, otorrinolaringologia, além da oncologia, cardiopatias e neurologia que são referenciados no HB”, contou.

Presidente, Sergio Costa, o gerente, Lucas Seixas, e o chefe do núcleo, Raphael Lanza

FORÇA-TAREFA NA HEMODINÂMICA – Para a ação deste final de semana, o Núcleo de Hemodinâmica organizou protocolos para que os 32 pacientes contemplados pelo atendimento realizem os procedimentos com toda a segurança. Durante a semana 15 atendimentos já foram realizados.

De acordo com o chefe do núcleo, Raphael Lanza, todos os pacientes estão passando por testes rápidos para descartar qualquer possibilidade de contaminação por coronavírus e as equipes estão a postos para a prestação do serviço.

“Nos preparamos e estamos com quatro médicos, dois enfermeiros e cinco técnicos em enfermagem fazendo revezamento para a realização dos procedimentos. Além disso, todas as precauções estão sendo tomadas. Estamos com a equipe do laboratório disponível, estão de plantão médicos no centro cirúrgico e temos disponíveis leitos de UTI, caso algum paciente evolua para procedimento cirúrgico. Tudo para que, ao final do domingo, tenhamos a fila de pacientes zerada”, explicou.

Para pacientes como a dona Jordelina Suares, de 75 anos, a ação veio em boa hora.

“Estou internada no Hospital Regional de Taguatinga (HRT) há 20 dias. Sofro com problemas cardíacos já há algum tempo e esse procedimento vai me auxiliar bastante. Estou muito feliz de ter conseguido esse atendimento”, declarou.

O Núcleo de Hemodinâmica do HB funciona diariamente, inclusive aos finais de semana, de 7h à meia-noite, para dar todo suporte possível à rede de saúde pública do DF.

Dona Jordelina foi uma das contempladas pela ação

CATETERISMO – O cateterismo cardíaco é considerado um procedimento invasivo e utiliza uma sonda ou cateter para identificar doenças obstrutivas, bem como obter detalhes anatômicos das cavidades ou das válvulas do coração.

 

Texto: Leilane Oliveira/Agência IGESDF

Fotos: Davidyson Damasceno/Agência IGESDF