SALVAR VIDAS É O NOSSO COMPROMISSO.

Hospital de Santa Maria incentiva amamentação durante Agosto Dourado

Profissionais de saúde entregaram folders sobre o assunto e falaram da importância do aleitamento materno

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Ailane Silva

Com cerca de 350 partos mensais e referência em UTI neonatal, o Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) abriu a programação de 2020 do Agosto Dourado, campanha mundial para incentivar o aleitamento materno.

Neste ano, a iniciativa, realizada em mais de 120 países, tem como lema Apoie o aleitamento materno por um planeta saudável. No HRSM, o lançamento da programação ocorreu com distribuição de folders, entrega de laços dourados representando a data e orientações sobre a importância da amamentação.

“O leite materno carrega os anticorpos da mãe que protegem os bebês de doenças como diarreia e infecções, principalmente respiratórias. Além disso, diminui o risco de asma, diabetes e obesidade, mesmo depois que eles param de mamar”, explicou a enfermeira responsável pelo Banco de Leite do HRSM, Terjane Machado.

Segundo ela, a amamentação também contribui para o desenvolvimento da face da criança, devido ao movimento de sucção, e para que ela tenha dentes fortes, desenvolva a fala e tenha uma boa respiração.

“A orientação é de que a amamentação, que também aumenta o vínculo entre a mãe e o bebê, seja feita exclusivamente até os seis primeiros meses e complementar até os dois anos de vida”, complementou.

O HRSM tem 51 leitos de alojamento conjunto na maternidade, 15 leitos de cuidados intermediários e 20 leitos na UTI neonatal. O Banco de Leite realiza em torno de mil atendimentos relacionados a amamentação.

Apesar de ser mãe de primeira viagem, Brenda dos Santos, 22 anos, sabe da importância da amamentação. “Meu bebê nasceu prematuro, com 28 semanas de gestão, pesando 950 gramas. Só nesta semana comecei a amamentar meu filho e sei que é muito maravilhoso. É o momento em que mais a mãe e o bebê tem contato”, disse.

Ela é mãe de Bruno Lourenzo Cardoso da Silva, que completou 2 meses e já está sendo amamentado. “Enquanto não podia amamentar diretamente meu filho, eu doava meu leite. Sei que muitas crianças precisam”, disse, ao contabilizar que Bruno já está com quase 2 quilos e em breve deve ir para casa.

Fotos: Davidyson Damasceno/Iges-DF

Atendimento à imprensa
Ascom/Iges-DF
(61) 3550-8810
imprensa@igesdf.org.br

Compartilhe esta notícia pelo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72