Hospital de Santa Maria oferece suporte para mulheres vítimas de violência

Serviço conta com médicos, enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A violência contra a mulher afeta a todos e precisa do engajamento da sociedade para ser superada. No Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), que é administrado pelo IGESDF, as mulheres vítimas de violência contam com Centro de Especialidade para Atenção às Pessoas em Situação de Violência Sexual, Familiar e Doméstica (Cepav) Flor do Cerrado, que também atende crianças e adolescentes. As vítimas recebem assistência de médicos, enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais. Desde que o serviço foi inaugurado, em maio desde ano, aproximadamente 300 atendimentos foram realizados.

Nesta quinta-feira (25), Dia Internacional de Luta Contra a Violência à Mulher, a chefe do serviço do Cepav, Lara Borges, comemora a data com a conclusão do primeiro Grupo Multiprofissional de Mulheres, criado para apoiar essas mulheres vítimas de agressão. “De outubro a novembro, foram realizados oito encontros semanais com dinâmicas e reflexões trabalhando temas como os tipos de violência, ciclo da violência, direitos da mulher, autoestima e sentimentos”, relata a chefe do serviço, Lara Borges.

Em todos os casos, são os profissionais de enfermagem que fazem o primeiro contato com as vítimas. “Nesse momento, eles recolhem as informações necessárias para iniciar o atendimento da vítima e avaliam quais os primeiros encaminhamentos relacionados à saúde e proteção devem ser feitos”, explica Lara Borges. Em seguida, os pacientes passam a receber, de forma individual ou em grupo, o atendimento psicossocial.

Para ter acesso ao serviço, basta a vítima buscá-lo de forma espontânea (quando a vítima procura a instituição) ou por meio de encaminhamento realizado por outras instituições como Conselho Tutelar, escolas, órgãos judiciais e  unidades básicas de saúde (UBSs).

SAIBA – O Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1999 e é celebrado anualmente no dia 25 de novembro. A data faz homenagem às irmãs Mirabal (Pátria, Minerva e Maria Teresa), assassinadas por se oporem à ditadura de Rafael Leónidas Trujillo na República Dominicana. A comemoração tem como objetivo alertar e erradicar os casos de violência contra as mulheres no mundo todo.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a definição de violência contra a mulher é todo ato de violência baseado no gênero que tem como resultado o dano físico, sexual e psicológico, incluindo ameaças, coerção e privação arbitrária da liberdade, seja na vida pública seja na vida privada.

FLOR DO CERRADO/HRSM

Local: Prédio Anexo à entrada principal do Hospital Regional de Santa Maria

Telefone: 4042-7770 – ramal 5525

Email: cepavflordocerrado@gmail.com

Reportagem:

Edição:

Atendimento à imprensa
Ascom/IGESDF
(61) 3550-9281
imprensa@igesdf.org.br

Compartilhe esta notícia pelo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72