HRSM recebe 10 respiradores e inaugura 25 leitos de enfermaria


08/07/2020 - 14h09

Novos equipamentos dão mais agilidade e aumentam a capacidade de atendimento aos paciente de Covid-19 – 

O Hospital Regional de Santa Maria está ampliando sua capacidade de atender pacientes vítimas da Covid-19.  Recebeu hoje (08/07) dez respiradores e inaugurou mais 25 leitos de enfermaria para atender pacientes que saem da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e precisam de preparação para terem alta hospitalar. Agora, o HRSM passa a contar com 20 leitos de cuidados intermediários, com ventilação mecânica, 45 leitos de enfermaria e 90 leitos de UTI-Covid.

O Diretor-presidente do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGESDF), Sergio Costa, ressalta que “todos os investimentos necessários para atender as demandas nesse momento de pandemia estão sendo realizados. Com responsabilidade, com agilidade e eficiência, estamos nos reinventando para dar a resposta que a saúde pública espera de nós”.

Segundo o Superintendente do HRSM, Olavo Muller, os leitos com suporte de oxigênio são importantes para que ocorra com mais agilidade o giro de leitos nas UTIs. Ele lembrou que o hospital agora conta com 90 leitos de UTI, 20 leitos no pronto-socorro Covid, com suporte de ventilação mecânica, e 45 leitos de enfermaria com pontos de oxigênio. A tenda de atendimento para Covid funciona de forma articulada com o pronto socorro. Toda a estrutura para atendimento aos pacientes acometidos pela Covid-19 funciona de forma isolada das outras áreas.

Para inaugurar os novos leitos, a unidade de saúde passou por várias adequações de forma a evitar o cruzamento de fluxo e assim reduzir os riscos de contágio. No terceiro andar, onde estão os 25 leitos foi instalada também uma sala de paramentação e desparamentação e todas as equipes foram treinadas para o uso adequado dos EPIs.

George Hamilton, chefe do núcleo de manutenção, enumera todas as melhorias no hospital durante essa semana. Foram realizadas mudanças nas enfermarias, no piso, nos banheiros, tratamento na pintura, fixação de pias de inox nos corredores e novas poltronas. Dentro das melhorias também está a iluminação de todo o espaço. Os leitos contam com novos sinalizadores para chamar os enfermeiros em caso de necessidade.

A sala de repouso dos profissionais da enfermagem também recebeu novos insumos. Carolina de Souza, enfermeira, foi deslocada para trabalhar na área dos novos leitos. Para ela, é importante dar todo o suporte e assistência aos pacientes. “O trabalho que eu faço, faço com respeito; são 20 anos de dedicação à enfermagem”, acrescenta com entusiasmo.

 

Texto: Mara Moreira/IGESDF

Fotos: Davidyson Damasceno/IGESDF