Ibaneis inaugura sexta UPA no DF

Localizada em Vicente Pires, unidade recebeu o investimento de R$ 7 milhões

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, entregou à população a sexta Unidade de Pronto Atendimento (UPA) construída neste governo. Localizada na Rua 10 quadra 4D, Chácara 135, Vicente Pires, a unidade recebeu o investimento de R$ 5,3 milhões em obras e R$ 1,7 milhão em equipamentos e mobília, totalizando R$ 7 milhões repassados pela Secretaria de Saúde do DF ao Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal (IGESDF), que administrou a construção e vai gerir o funcionamento da UPA.

A primeira UPA inaugurada neste governo foi em Ceilândia em 24 de setembro de 2021, a segunda no Paranoá em 18 de outubro, a terceira no Gama em 27 de outubro, a quarta no Riacho Fundo II em 18 de novembro, a quinta em Planaltina em 8 de dezembro e a sexta a unidade em Vicente Pires. A próxima, em breve, será entregue em Brazlândia, totalizando sete novas UPAs.

“Quando assumimos lá no início do governo, nós tínhamos [como objetivo] a busca pela melhoria da saúde do Distrito Federal. E saímos de seis UPAs no DF e vamos chegar a 13 UPAs. Nós mais que dobramos a capacidade de atendimento. Cada UPA atendendo 4,5 mil pessoas por mês. São 30 mil atendimentos a mais feitos às famílias do Distrito Federal”, ressaltou o governador, ao elogiar o esforço dos trabalhadores do IGESDF e da Secretaria de Saúde.

“Ao todo, o investimento total para construir as sete novas UPAs é de aproximadamente R$ 51 milhões. Foi proporcionado emprego e renda para mais de 1000 profissionais que foram contratados pelo IGESDF para abrir essas unidades”, disse a diretora-presidente substituta do IGESDF, Mariela Souza. Segundo ela, para cada UPA, foram contratados por processo seletivo feito pelo IGESDF cerca de 150 profissionais de saúde, entre médicos, enfermeiros, técnicos e outros colaboradores que vão atender os pacientes.

Durante o evento, o secretário de Saúde do DF, Manoel Pafiadache, agradeceu pelo apoio do governador, que tem dado suporte para que as entregas na saúde sejam feitas.

Fotos: Davidyson Damasceno/Ascom IGESDF   

Também participaram do evento ministra-chefe da Secretaria de Governo, Flávia Arruda; o secretário de Governo, José Humberto; a deputada federal, Celina Leão; o deputado distrital Jorge Viana; entre outras autoridades.

INFRAESTRUTURA – A UPA Vicente Pires possui uma área de 1,2 mil metros quadrados e conta com dois leitos de atendimento crítico emergencial na Sala Vermelha, seis leitos de observação e um leito de isolamento na Sala Amarela, 10 poltronas de medicação/inalação e reidratação na Sala Verde e três consultórios. Possui uma sala para classificação de risco.

O IGESDF equipou a unidade para realizar exames laboratoriais de urgência, eletrocardiografia e raio-X. O equipamento de raio-x e o laboratório não são obrigatório nas UPAs, conforme normatização do Ministério da Saúde. Mas o IGESDF decidiu oferecer mais esses serviços.

ATENDIMENTO* – As UPAs funcionam 24 horas todos os dias. Atendem casos de urgências e emergências de clínica médica, como pressão alta, febre alta, sintomas respiratórios como falta de ar, desmaio, convulsão, diarréia aguda, infecção do trato urinário, dor abdominal de moderada a aguda e complicações cardiológicas e neurologistas, como infarto e AVC.

Os médicos prestam socorro, prescrevem medicamentos e exames e analisam se é necessário encaminhar os pacientes a um hospital, mantê-lo em observação por 24 horas ou dar alta após o atendimento.

Todas as novas UPAs também têm Sala de Ensino, onde os profissionais recebem treinamentos e cursos de atualização permanentes fornecidos pela Diretoria de Inovação, Ensino e Pesquisa.

Além disso, os médicos da UPA também poderão contar com o suporte de médicos especialistas do Hospital de Base pela telemedicina, que é uma consultoria prestada via transmissão online, bem como com telediagnóstico em que os médicos do Hospital de Base farão os laudos dos exames de eletro. As três ações são promovidas pela DIEP.

CAPACIDADE* – As sete novas UPAs do IGESDF seguem o modelo Porte I – Opção 3. Cada unidade nesse modelo tem o seguinte padrão:

Área Construída: 1.200 m²
Capacidade de Atendimento/mês: 4.500 pessoas.
Sala Verde: 10 poltronas de medicação.
Sala Amarela: 6 leitos de observação e 1 leito de isolamento
Sala Vermelha: 2 leitos de atendimento crítico emergencial
Consultórios: 3
Área de classificação de risco: 1

Texto: Ailane Silva

Atendimento à imprensa
Ascom/IGESDF
(61) 3550-9281
imprensa@igesdf.org.br

Compartilhe esta notícia pelo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72