Iges-DF promove campanha para atualizar cartão de vacina dos colaboradores


30/10/2020 - 10h32

O objetivo da campanha é que os colaboradores se vacinem e, assim, tenham mais segurança no trabalho

A nova gestão do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) se prepara para atualizar os cartões de vacina dos colaboradores das UPAs e do edifício sede, o PO 700. Nos dias 3 e 4 de novembro, das 8h às 16h, diversas vacinas serão disponibilizadas para quem precisar dessa atualização. A expectativa é que cerca de 950 colaboradores sejam imunizados.

O calendário de vacinação Adulto e do Idoso do Programa Nacional de Imunizações (PNI) prevê que todo adulto deverá ser imunizado contra tétano e difteria (DT), hepatite B, sarampo, caxumba e rubéola (Tríplice Viral), febre amarela (quando viajar ou residir em área endêmica) e H1N1. Os maiores de 50 anos, além dessas vacinas, devem também receber a vacina pneumocócica 23 valente.

Davidyson Damasceno
Colaboradores das UPAs e edifício sede podem se vacinar nos dias 3 e 4 de novembro

Chefe da Vigilância Epidemiológica das UPAs, Irene Ferreira de Lima comentou a importância da atualização. Segundo ela, a segurança de todo colaborador passa pela dosagem das vacinas necessárias. “Com o cartão atualizado, as pessoas poderão ter mais segurança no trabalho e na vida. Queremos facilitar o acesso à imunização e, por isso, lançamos essa campanha”, disse. “Esperamos a adesão de nossos colaboradores”, reiterou.

Vacina que estarão disponíveis aos colaboradores:

  • Tríplice viral: protege contra sarampo, caxumba e rubéola. Dose única.
  • DT: protege contra difteria e o tétano, sendo necessária uma dose a cada dez anos.
  • Febre amarela: também deve ser aplicada uma vez a cada dez anos.
  • Pneumocócica 23 valente: só para maiores 50 anos.
  • Algumas vacinas são contraindicadas para mulheres gestantes.

Hospitais

No Hospital Regional de Santa Maria, a campanha para atualização do cartão de vacinas é permanente. Basta os colaboradores procurarem a Sala de Vacina no prédio anexo ao HRSM de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h.

Já no Hospital de Base, as campanhas são feitas de acordo com a cobertura vacinal. Ou seja, quando ocorrem possíveis surtos de determinadas doenças como, por exemplo, sarampo ou influenzas.

Foto: Davidyson Damasceno