Iges faz exame de PSA em 150 operários da construção civil

Força-tarefa nesta quinta (26) no Noroeste teve o objetivo de descobrir casos de câncer de próstata

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Thays Rosário

Aproximadamente 150 trabalhadores que atuam em canteiros de obras do Noroeste foram submetidos a exames de PSA, que diagnostica o câncer de próstata, durante ação do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) nesta quinta-feira (26). Os operários também receberam orientações sobre a prevenção da doença.

Técnicos do Hospital de Base coletaram amostras de sangue em trabalhadores da construção civil

A iniciativa, em parceria com o Serviço Social da Indústria da Construção Civil (Seconci-DF), integra a programação do Iges-DF em alusão à campanha nacional Novembro Azul, que alerta para a importância dos cuidados com a saúde masculina.

O exame de sangue PSA é capaz de detectar precocemente o câncer de próstata e outras condições, como hiperplasia prostática (crescimento desse órgão) e prostatite (inflamação). As amostras coletadas serão processadas no Laboratório Clínico do Hospital de Base (HB).

“Normalmente os homens não se atentam à própria saúde, por isso, é tão importante esse tipo de ação no local de trabalho deles”, ressaltou a analista do Laboratório Clínico do HB, Janaína de Paula Campos, que coordenou a iniciativa no Noroeste.

O técnico de segurança do trabalho Júlio César Sales Lima, 42 anos, foi um dos que participaram da coleta. “A maioria de nós não tem disponibilidade para ir a uma unidade de saúde fazer o exame. Esse tipo de ação social valoriza nosso trabalho”, agradeceu.

Operários com alguma alteração no exame poderão ser acompanhados por equipes do HB

O médico do trabalho do Seconci-DF, Daniel Ronda, falou sobre os próximos passos para aqueles que detectarem alguma alteração no exame. “Os homens que apresentarem alguma doença receberão todo o atendimento necessário, graças a nossa parceria com a Secretaria de Saúde e com o Hospital de Base”, adiantou. Daniel reforçou que “quanto antes o prognóstico, mais chances de cura”.

Fotos: Davidyson Damasceno/Ascom Iges-DF

Atendimento à imprensa
Ascom/Iges-DF
(61) 3550-8810
imprensa@igesdf.org.br

Compartilhe esta notícia pelo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72