IGESDF celebra Dia Mundial da Higienização das Mãos

Data celebrada em 5 de maio reforça importância de lavar as mãos para prevenir de infecções, entre elas a covid-19

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Thaís Umbelino

A pandemia causada pelo coronavírus reforçou a necessidade de medidas sanitárias para prevenção de infecções. Uma das principais práticas é lavar as mãos corretamente, medida sanitária incentivada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e comemorada nesta quarta-feira (5) no Dia Mundial de Higienização das Mãos.

No Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGESDF) esse cuidado é reforçado em todas as oito unidades administradas— Hospital de Base, Hospital Regional de Santa Maria e seis unidades de pronto atendimento (UPAs)— por intermédio de campanhas de prevenção sobre infecções relacionadas à assistência à saúde, entre elas da higienização adequada das mãos.

“Realizamos, constantemente, uma série de ações para auxiliar todos os funcionários do instituto no enfrentamento da pandemia”, afirmou Caio Oliveira Martines, gerente de Saúde, Segurança e Qualidade de Vida no Trabalho.

“Essas atividades servem para estimular os colaboradores que, apesar de já conhecerem as práticas, sempre acabam atualizando os conhecimentos e recebendo novos estímulos nas ações em prol da diminuição das infecções relacionadas à assistência”, disse.

Para o infectologista do Hospital de Base, Julival Ribeiro, o hábito de lavar as mãos é uma das coisas mais importantes quando se fala em prevenção e controle no serviço de saúde. “A higienização das mãos diminui o risco de exposição dos pacientes, e, consequentemente, diminui o tempo de internação, e possíveis gastos com antibióticos”, destaca o médico.

Cuidado com os colaboradores

Desde dezembro de 2020, o IGESDF promove treinamentos com colaboradores de diferentes setores das unidades de saúde sob sua administração para evitar o aumento de casos de infecção pelo novo coronavírus.

Nas capacitações conduzidas pelo Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (Sesmt), foram treinados, até o momento, 4 mil pessoas, entre maqueiros, seguranças, profissionais do projeto Humanizar, colaboradores da Central de Material Esterilizado, entre outros.

Edição: Ailane Silva

Atendimento à imprensa
Ascom/Iges-DF
(61) 3550-8810
imprensa@igesdf.org.br

Compartilhe esta notícia pelo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72