IGESDF instala 301 extintores com nova tecnologia de combate a incêndios


17/04/2020 - 11h37

Com a compra dos equipamentos, IGESDF investe na segurança de pacientes e colaboradores

O Hospital de Base (HB), o Hospital Regional de Santa (HRSM) e as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do Distrito Federal estão recebendo 301 extintores novos de diversas classes. Embora todos os equipamentos que estavam instalados nas unidades estejam dentro do prazo de validade, os novos extintores possuem tecnologia mais eficiente e reduz custos operacionais.

O investimento unitário foi de R$ 160,00 para extintores de classe ABC seis quilos com validade de carga de cinco anos e R$ 900,00 para extintor pó químico 80BC de 20 quilos tipo carreta sobre rodas com total de R$ 49.640,00.

Os extintores comprados seguem um novo padrão, com prazo de validade da carga de cinco anos para os 299 extintores de classe ABC seis quilos e dois extintores de pó químico 80BC de 20 quilos tipo carreta sobre rodas.

Os novos equipamentos estão sendo distribuídos entre os Hospital de Base, que receberá 233, Hospital Regional de Santa Maria, 36, UPA de Sobradinho, cinco, UPA de São Sebastião, quatro, UPA do Núcleo Bandeirante, quatro, UPA do Recanto das Emas, cinco, e 12 para UPA de Ceilândia.

“Essa aquisição de extintores dentro dos padrões mais modernos demonstra a preocupação que temos com a segurança dos nossos profissionais e dos nossos pacientes”, ressaltou o diretor-presidente do IGESDF, Sérgio Costa.

REFORÇO – As ações para prevenção e combate a incêndio começaram a ser fortalecidas pelo IGESDF desde 2019, quando, pela primeira vez, o Hospital de Base (HB) passou a contar com equipe de brigada com bombeiros civis 24 horas à disposição. Neste ano, desde fevereiro, começaram a contar com esse serviço o Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ceilândia.

No Hospital de Base, todos extintores foram recarregados em 2019. Naquele ano, o HRSM e às UPAs também tiveram todos os extintores recarregados em junho de 2019.

Além disso, foram substituídas as mangueiras de 150 hidrantes e demais componentes do HB conforme determinação da norma técnica (NT 004) do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF). Em dezembro de 2019, foram adquiridos sinalizações de emergência para orientação da rota de fuga e dois armários tipo corta fogo para armazenagem de produtos químicos e inflamáveis da anatomia patológica do Hospital de Base.

A Gerência de Saúde, Segurança e Qualidade de Vida no Trabalho do IGESDF, também começou a construir dois planos para o HB. O primeiro é para atendimento de emergência, que envolve a assistência prestada aos pacientes em caso de desocupação do prédio em razão de sinistro.

O segundo é o plano de prevenção e combate a incêndio, que envolve medidas para evitar incêndio e informações para guiar a equipe do Corpo de Bombeiro em caso de incêndio. No documento, consta como são as instalações e o funcionamento. Também serão construídos planos de prevenção e combate a incêndio para todas as UPAs e HRSM.

Em 2019, o Hospital de Base também capacitou 1,2 mil funcionários de empresas terceirizadas para prevenção de incêndio no prédio. Eles foram conscientizados sobre diversos aspectos como, por exemplo, armazenamento adequado de produtos de limpeza. Também houve alerta sobre o uso dos extintores e a importância de não obstruir as escadas de emergência.

No ano passado, também foi realizado o primeiro treinamento de brigada voluntária com 156 participantes para atuar no combate a princípio de incêndio e realizar o abandono predial em caso de sinistro.

Texto: Ailane Silva/Ascom IGESDF

Fotos: Davidyson Damasceno/Ascom IGESDF