IGESDF já treinou mais de 2,5 mil profissionais para atender casos de Covid-19


01/04/2020 - 16h47

Eles também receberam apoio com orientações sobre uso de equipamentos de proteção e histórico da doença

Em apoio aos profissionais que estão no combate da atual pandemia da Covid-19, uma série de capacitações que já atingiu mais de 2,5 mil colaboradores foram realizadas nas unidades do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGESDF). O instituto administra as seis Unidades de Pronto Atendimento do DF, além do Hospital de Base (HB) e do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM).

“Nossos profissionais de saúde estão preparados, porém, sabemos que a melhor arma é reforçar o conhecimento relativo ao vírus e como devemos lidar com ele. Nesse sentido, unimos esforços para levar apoio aos colaboradores do IGESDF”, ressaltou o gerente da Gestão do Conhecimento do IGESDF, Artur Fonseca.

Segundo ele, a ênfase está nas condutas relativas ao uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), que protegem contra o vírus. “Estamos sempre instruindo e repetindo a importância dessas condutas para que as equipes assistenciais estejam seguras, reduzindo ao máximo qualquer grau de contaminação. Estamos certos de que o IGESDF será referência em proteção de seus colaboradores nesse momento tão delicado”, afirmou o gestor.

Segundo ele, há uma equipe de prontidão para atender quaisquer setores que desejem receber uma visita para esclarecer dúvidas sobre o assunto.

CAPACITAÇÃO – Durante os treinamentos, as orientações também tiveram foco na proteção dos pacientes. “Elas incluíram, ainda, o fluxo de atendimento aos pacientes, como realizar testes comprobatórios da Covid-19, além das aulas gerais relativas ao histórico, origem, transmissão e dados sobre a doença”, descreveu.

As informações repassadas tiveram como base o Guia de Orientações Gerais para o Manejo de Casos Suspeitos de Covid-19 – IGESDF. Diversas metodologias de ensino foram utilizadas em cada unidade IGESDF, todas flutuando em torno do tema Coronavírus.

Stands de orientação fixos foram montados em três locais estratégicos do Hospital de Base, UPAs e HRSM, com cartazes, orientações e esclarecimento de dúvidas com o objetivo de ser uma referência para os colaboradores demandantes de informações.

“Também está sendo feita visita aos principais setores das unidades IGESDF, com grupos de discussões in loco. O objetivo é levar a informação diretamente ao colaborador em seu local de trabalho, levando em consideração as situações cotidianas vivenciadas por eles”, complementou Artur Fonseca.

Outro recurso foram aulas em formato de apresentação de slides realizadas no Hospital de Base voltadas para equipes de apoio e equipes técnicas. A frequência nas apresentações, a presença de um ambiente arejado e o distanciamento entre cadeiras foram fundamentais para a segurança dos colaboradores.

Por fim, houve ainda avaliação de aprendizagem e reforço teórico-prático, com questionários rápidos para aferir o grau de absorção do conhecimento. A ideia é que as capacitações tenham continuidade para garantir a proteção de todos.

Texto: Ailane Silva/IGESDF