Mais 26 leitos foram ativados para Covid-19 em Santa Maria


15/04/2020 - 18h50

Diretor- presidente do IGESDF, Sérgio Costa, fez o anúncio durante coletiva de imprensa online da Secretaria de Saúde

Mais 26 leitos para tratamento de Covid-19 foram ativados no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), unidade onde 40 leitos de UTI já tinham sido abertos na semana passada para atender pacientes com a doença. O anúncio foi feito pelo diretor-presidente interino do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (IGESDF), Sérgio Costa, durante a coletiva de imprensa online desta quarta-feira (15), promovida pela Secretaria de Saúde do DF.

“Estamos ativando mais 26 leitos, dos quais 10 leitos de UTI com ventiladores mecânicos e mais 16 com suporte de oxigênio, na perspectiva de acolhimento, classificação e, caso tenha necessidade de intubação, serão referenciados para a UTI”, contabilizou Costa.

“Estamos firmes no propósito do que está especificado no plano de contingência de fazer a ativação e entrega de leitos dentro dos prazos e das necessidades que vêm sendo indicadas pela equipe de gestão. Estamos preparados dentro daquilo que temos analisado para dar as respostas. Estamos provendo os equipamentos de proteção individual e temos disponíveis insumos e materiais necessários”, complementou.

LEITOS – O secretário de Saúde, Francisco Araújo, informou que, atualmente, há 26 leitos de UTI ocupados com pacientes de Covid-19 e 79 leitos de UTI vagos. Entre os vagos, há 21 no Hospital Regional de Santa Maria, três no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), 10 no Hospital da Criança (HCB), cinco no Hospital Universitário de Brasília (HUB), 10 no Daher e 30 serão abertos no Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (ICDF) na segunda-feira (20). Entre os ocupados há 19 em Santa Maria e sete no Hran.

O chefe da pasta assegurou que a Secretaria de Saúde e o IGESDF estão fazendo as entregas de leitos dentro do planejamento, do nosso cronograma e da necessidade da população.

“Estamos trabalhando dia e noite para garantir a segurança da população. Em 41 dias de pandemia no DF, estamos conseguindo conduzir nossas ações com responsabilidade, sabedoria, paciência e dentro de um nível que a população do DF se sente protegida. O que pode ser feito, estamos fazendo”, disse.

“Vamos ativando os leitos de acordo com a demanda. Temos 240 leitos de internação no Hran, então, ainda temos toda essa gordura para queimar”, completou o secretário adjunto de Saúde, Ricardo Tavares.

HOSPITAL DE CAMPANHA – Quanto ao hospital de campanha que está sendo montado no Mané Garrinha, o secretário disse que serão 200 leitos de enfermaria de retaguarda. Na semana passada, a empresa iniciou os trabalhos de maneira acelerada.

“Nesse momento, não houve necessidade de utilização dos leitos do espaço do Mané Garrincha. Temos um planejamento [de abertura de leitos] do arena, do Hospital de Santa Maria, do Hospital da Polícia Militar, da UPA do Núcleo Bandeirante e do Hospital da Asa Norte para tratar da Covid-19”, informou o secretário.

FIQUE EM CASA – O subsecretário de Vigilância à Saúde (SVS), Eduardo Hage, contabilizou que no DF, até esta quarta-feira (15), foram confirmados 688 casos de Covid-19 e 17 óbitos, quantitativo dentro do esperado, porém, ele reiterou a necessidade do isolamento social. “É importante o cumprimento pela população. É uma escolha que pode significar que vamos ter menos casos, menos evolução de doenças graves e menos óbitos”, finalizou.

 

Texto: Ailane Silva/IGESDF

Fotos: Davidyson Damasceno/IGESDF