Mantas e toucas são doadas a pacientes que fazem hemodiálise no Base


08/09/2020 - 16h21

Itens foram  distribuídos pelo grupo Quadradinho do Amor de Brasília

Nesta terça-feira (8), 40 pacientes que fazem hemodiálise no Hospital de Base ganharam kits com mantas, toucas e portas-máscaras. Tudo foi produzido artesanalmente pelo grupo de crochê Quadradinhos do Amor de Brasília, formado por aproximadamente 200 mulheres que se unem para confeccionar os itens e doarem para quem precisa.

“Fizemos uma força tarefa para entregar essa doação. Essas mantas são feitas com muito amor e carinho, ingredientes que estão envolvidos em todos esses pacotinhos que estamos entregando para vocês”, disse uma das voluntárias, Jane Akemi.

Segundo ela, o material é feito em conjunto pelas voluntárias. “Uma pessoa faz touca, outra tece quadradinhos de crochê que se transformam na manta, outra emenda. É uma reunião de energias depositadas para vocês. Estamos muito felizes por poder ajudar”, ressaltou.

Quem teve a idéia de procurar o grupo de voluntárias foi a enfermeira Maria José Gameiro e todos os pacientes presentes foram beneficiados, entre eles, alguns que estão internados.

“No processo de hemodiálise, processo que retira parte do sangue do corpo para ser filtrado, os pacientes tendem a sentir frio. Muitos são carentes, por isso, é importante ter essa manta, que com certeza vai ajudar muito”, finalizou a supervisora de enfermagem da hemodiálise, Ludyanne de Lima.

Texto: Ailane Silva/IGESDF