Médico com covid-19 recebe alta e elogia atendimento do Hospital de Santa Maria


27/07/2020 - 16h18

Ele tem 38 anos, trabalha na linha de frente da pandemia e ficou quatro dias internado na unidade

O clínico médico Thiago Rocha, 38 anos, recebeu alta do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), após passar quatro dias internado em um leito de cuidados intermediários, dependendo de máscara de oxigênio para respirar. O profissional, que atua na linha de frente desde o início da pandemia no atendimento de casos suspeitos e confirmados de covid-19, fez uma carta em agradecimento aos profissionais que fizeram o atendimento. (Confira no final da matéria).

“Esse período para mim foi muito diferente. Sempre estive do outro lado, como médico, mas eu senti na carne o que é ter coronavírus. Foi uma oportunidade que Deus me deu para ver essa situação com mais clareza. Aprendi muito. Até mudei minha visão a respeito. É diferente estar numa maca e me sentir impotente por não conseguir fazer nada por mim mesmo”, contou o médico, ao destacar que é formado desde 2014 e, desde então, foi a primeira vez que passou por uma situação como essa.

O profissional trabalha no HRSM, administrado pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (IGESDF), há 5 anos e também faz plantão no Hospital Regional de Taguatinga (HRT). Os sintomas apareceram após um plantão, no dia 14 de julho.

“Comecei a me sentir mal, corpo queimando, dolorido. Tive um pico de hipertensão, mas não tive perda de olfato e paladar. Pedi para ser atendido. Fiquei em isolamento por sete dias em casa, mas depois comecei a piorar”, lembrou.

Na terça-feira (21), ele procurou o Hospital Regional de Taguatinga, onde ficou internado por um dia. “Estava com saturação muito baixa e, no dia seguinte, fui transportado de ambulância para o HRSM. Eu sabia que estava grave e fiquei muito aflito, mas a equipe atendeu com qualidade, usando todas as técnicas indicadas, além de muito carinho e dedicação”, afirmou o médico.

Segundo ele, durante o período que ficou em casa, a esposa também foi contaminada, mas os sintomas foram leves. “Agradeço primeiramente a Deus, depois à minha esposa e à equipe de profissionais que me atenderam no HRT e no HRSM. Agora, quero voltar a trabalhar logo. Quero ajudar mais. As pessoas precisam muito da gente e não podemos fraquejar. Deus me deu uma oportunidade e eu vou agarrar para ajudar mais pessoas”, completou o médico.

CONFIRA A CARTA:

É com muita alegria que agradeço à equipe médica, enfermagem, aos técnicos de enfermagem e laboratório, aos fisioterapeutas, à equipe da limpeza, da segurança, da radiologia e do administrativo do pronto-socorro covid-19 do HRSM. Vocês são nota 1.000!

Muito obrigado a todos os colegas médicos do PS Covid do HRSM pelo companheirismo, pela atenção, pelo carinho e paciência para comigo. Pela excelente assistência médica que vocês me proporcionaram, todos estão guardados no meu coração.

Sou médico como vocês sabem e Deus permitiu que eu passasse por essa provação, e ver a situação por um olhar diferente, como paciente, um ser humano tão vulnerável e frágil na hora da dor. Eu só tenho que agradecer a Deus pela experiência e pelo aprendizado que me agraciou.

Quero também agradecer em especial aos meus grandes amigos de anos de luta no SUS: Dra. Janaína, Dra. Jule e Dr. Ruber, que tanto fizeram por mim, grandes profissionais e competentíssimos que desenvolvem as suas obrigações de forma humanizada. Também quero agradecer a Dra. Cristina Oliveira que se mostrou grande companheira, excelente profissional e que com grande competência coordena o PS Covid do HRSM, é uma nova amiga que tenho o prazer de receber na minha vida.

Também quero agradecer aos amigos que com grande preocupação me mandaram mensagens de carinho e afeto pelo privado via whatsapp, que me animaram e ajudaram a ter força para passar de forma mais branda por essa fase tão difícil na minha vida. Agradeço também à minha amiga Dra. Anna Paula Urzeda que veio me visitar e alegrar o meu dia! e ao meu amigo Dr. Freed

Anunciação que me atendeu com carinho e zelo, e ao Dr. Paulo Cortez que me atendeu prontamente ao meu chamado de forma humanizada e carinhosa.

Agradeço ao IGESDF pelo ótimo trabalho que está desenvolvendo no Hospital Regional de Santa Maria.

Em breve estarei totalmente recuperado e pronto para dar o melhor de mim para ajudar a população que tanto precisa de nós servidores da Saúde.

A luta contra a pandemia do covid-19 continua e a nossa vitória é certa!

Lutemos e oremos para salvar o máximo de vida possíveis! Fiquem todos com Deus!

Texto: Ailane Silva/IGESDF

Foto: Divulgação IGESDF