Ministério da Saúde altera grupos prioritários para vacinação contra a covid-19

Novas orientações serão seguidas por todas as secretarias de Saúde que acompanharão o plano nacional

Secretaria de Saúde do DF
14/01/2021 - 16h16

O Ministério da Saúde alterou o Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19 e retirou professores e agentes de segurança pública dos grupos prioritários para a vacinação. Com isso, todas as secretarias estaduais de Saúde que seguirão as diretrizes nacionais em relação ao tema vão acatar as mudanças, inclusive a Secretaria de Saúde do Distrito Federal.

O plano inicial do ministério previa quatro fases de vacinação. Com a mudança para três fases, a Secretaria atualizou o documento distrital. Assim, os públicos prioritários serão:

  1. Trabalhadores da saúde, idosos a partir dos 75 anos e pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas)
  2. Pessoas de 60 a 74 anos
  3. Pessoas com as seguintes comorbidades: diabetes mellitus, hipertensão arterial grave, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave

Ao todo, a pasta prevê vacinar 604,8 mil pessoas nas primeiras três fases da imunização no DF.

O plano do DF atualizado esclarece ainda que não deverão receber a vacina menores de 18 anos, gestantes e pessoas que apresentaram reação anafilática confirmada a qualquer componente das vacinas contra a covid-19. As contraindicações também estão previstas no plano do Ministério da Saúde.

Atendimento à imprensa
Ascom/Iges-DF
(61) 3550-8810
imprensa@igesdf.org.br