SALVAR VIDAS É O NOSSO COMPROMISSO.

Ortopedia do Hospital de Base é destaque internacional

Revistas científicas publicam pesquisas feitas na unidade, como a que trata sobre a técnica para corrigir pés tortos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Thays Rosário

As pesquisas feitas pela Unidade de Ortopedia e Traumatologia do Hospital de Base, administrado pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF), estão atravessando fronteiras e chegando às mais conceituadas publicações médicas do mundo.

Foi o que aconteceu com nada menos do que nove pesquisas realizadas pelos profissionais do HB e publicadas em revistas científicas internacionais em 2020. Todas indexadas à principal base de dados mundial, a PubMed. A última delas é destaque da mais recente edição do respeitado Iowa Orthopedic Journal, dos Estados Unidos.

A pesquisa é sobre a técnica desenvolvida no Hospital de Base para corrigir pacientes que nascem com pés tortos, virados para trás. O estudo Método de Ponseti do pé torto negligenciado na idade da marcha é assinado, entre outros, pelo ortopedista Davi Haje, que atua há 21 anos no HB.

Segundo ele, a pesquisa teve a participação de médicos de sete países com reconhecida experiência no tratamento do pé torto negligenciado. E foram avaliados os resultados em 429 pacientes. “Devido ao bom número de casos, conseguimos fazer análises por grupos de idades diferentes”, conta. “Algumas conclusões foram inéditas na literatura médica.”

Para Haje, o grande volume de publicações científicas com a participação de profissionais do Hospital de Base mostra para o mundo as habilidades diferenciadas exercidas na unidade administrada pelo Iges-DF. “Os estudos constantes que fazemos trazem benefícios não apenas para a população local, mas servem de exemplo para outros hospitais do Brasil e do exterior”, afirma o especialista.

Haje destaca que trabalhar em hospital e fazer pesquisa ao mesmo tempo não é uma tarefa fácil. “Algumas publicações são fruto de um mestrado ou doutorado de um dos nossos médicos atuantes”, observa. “Muito esforço foi dedicado por esses profissionais para conciliar as atividades.”

As pesquisas continuam mesmo na pandemia do coronavírus. E as publicações em revistas científicas também. Conforme Haje, mais dois artigos já foram aprovados e devem ser publicados ainda no começo de 2021.

Atendimento à imprensa
Ascom/Iges-DF
(61) 3550-8810
imprensa@igesdf.org.br

Compartilhe esta notícia pelo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72