Os desafios dos heróis que cuidam dos filhos e salvam vida

Profissionais que há dois anos estão no combate à covid-19 relatam como estão exercendo a missão paterna na pandemia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O fisioterapeuta André Luiz Maia do Vale, 38 anos, sempre encontra um tempo para dedicar aos filhos

O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGEDF) conta com um exército de profissionais no combate diário à pandemia. São gestores, médicos, psicólogos, nutricionistas, enfermeiros, laboratoristas, terapeutas, motoristas, recepcionistas e vigilantes. Entre eles, existe um batalhão de pais que, em dois anos de pandemia, comemoram o Dia dos Pais conciliando a difícil missão de salvar vidas com a desafiadora tarefa de educar e de dar amor aos filhos. Eis os relatos de alguns pais que são heróis tanto nas unidades do IGESDF quanto dentro dos seus lares.

ANDRÉ VALE: “A paternidade me mudou como pessoa”

O dia começa às 7 horas para o fisioterapeuta André Luiz Maia do Vale, 38 anos. Durante a semana, André divide o tempo dele entre as tarefas domésticas, as atividades profissionais no Ambulatório de Trauma do Hospital de Base (HB) e as aulas que ministra como professor do Programa de Residência Multiprofissional em Oncologia do HB. Mesmo com tantos afazeres,
ele sempre encontra tempo para se dedicar aos filhos Maria Alice, 8 anos, e João Antônio, 5 anos.

“A paternidade me mudou como pessoa”, garante André. “Tudo que faço é por eles e para eles. Isso me deixa realizado. Durante a pandemia repensei muitas prioridades na minha vida e esse período acabou fazendo com que a gente se aproximasse ainda mais. Como eles passaram a ficar mais tempo dentro de casa, pude participar mais de perto da educação deles”.

Em casa, ele conta com a ajuda da esposa Mariah de Campos Pinto, 37 anos. Ela é advogada e presta serviços por meio de internet dentro da própria casa, o que facilita cuidar das crianças. André gosta de estar mais presente com a esposa e os filhos, mas a pandemia o deixou muito mais cuidadoso com a saúde da famíiia. Afinal, ele lida com pacientes contaminados pela covid-19.

“É sempre um risco, que tento reduzir ao máximo redobrando os cuidados com a higienização durante o trabalho no hospital e ao chegar em casa”, relata André, para quem o Dia dos Pais é uma das datas mais importantes do ano: “É uma honra poder passar esse dia com meus filhos e minha esposa, celebrar nossa saúde e amor”

Chefe do Núcleo das Emergências do HRSM, Kelvin Mendes de Andrade, 30 anos, vai ser pai pela primeira vez

KELVIN ANDRADE: “Sempre sonhei ser pai”

O chefe do chefe do Núcleo das Emergências do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), Kelvin Mendes de Andrade, 30 anos, está grávido. Vai ser pai pela primeira vez. E isso pode acontecer ainda neste domingo (8), Dia dos Pais. Ele e a esposa Brenda Cristiny, 27 anos, aguardam ansiosos a chegada de Liz. “Sempre sonhei em ser pai e estou extasiado de tanta felicidade por esse momento”, declarou, lembrando que no dia em que soube que a esposa estava grávida começou a ser preparara para ser pai. “É inexplicável saber que a qualquer momento vou tê-la perto de mim, nos meus braços”, anseia.
Kelvin tem um motivo a mais para tamanha ansiedade. É que a gravidez de Brenda foi considerada de alto risco. Mas, juntos, eles conseguiram vencer os desafios. Não há mais risco de parto prematuro. O nascimento de Liz acontecerá seja no momento certo.
“Não imaginávamos que conseguiríamos ultrapassar as 36 semanas previstas para as tão desejadas 39 semanas de gravidez, período normal de gestação”, relata. Essas vitórias – a gravidez segura e o nascimento de Liz – lhe deram forças para encarar todas as adversidades, inclusive o risco de contrair covid. Agora, o que ele mais sonha é “passar o Dia dos Pais com a minha filha no meu colo”.

Reportagem: Thaís Umbelino

Edição: Pelágio Gondim

Atendimento à imprensa
Ascom/IGESDF
(61) 3550-9281
imprensa@igesdf.org.br

Compartilhe esta notícia pelo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72