SALVAR VIDAS É O NOSSO COMPROMISSO.

Pacientes da psiquiatria fazem oficina de pintura do Hospital de Base

Atividade desenvolvida pelos enfermeiros da unidade estimula a criatividade e interação entre os pacientes

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Thaís Umbelino

Ao som de música e seguindo todos os protocolos sanitários da covid-19, os pacientes da Ala de Psiquiatria do Hospital de Base (HB) se tornam verdadeiros artistas e abusaram da imaginação, na tarde desta sexta-feira (23). Com o uso de tintas coloridas, glitters, papel crepom e outros materiais de arte eles produziram vários quadros artísticos durante a nova atividade que ganhou o nome Oficina de Pintura Coletiva.

O projeto incentiva à saída do leito, diminui o impacto da hospitalização (ansiedade, agitação e desorientação), previne complicações (como fraqueza muscular, trombose, lesões de pressão) e promove autonomia e independência, proporcionando mais qualidade de vida e saúde mental para os pacientes internados na unidade.

“Tudo que eles desenham no papel tem algum significado. Na atividade eles estão livres para expressar seus sentimentos: alegrias, tristezas e até mesmo saudades”, explica o técnico de enfermagem Celso de Alencar, um dos responsáveis pelo projeto.

A oficina acontece toda semana para os 24 pacientes internados na ala de Psiquiatria, no período da tarde. Todos os materiais são disponibilizados pelas enfermeiras Camila Carvalho e Laura Giovanini, também responsáveis pela ação.  “É uma forma de tirar os pacientes da rotina regrada, vivenciada na unidade hospitalar e estimular uma interação entre eles e o desenvolvimento de habilidades mais subjetivas”, explica Laura Giovanini.

Depois de preparar todos os materiais que serão usados na área externa, a equipe de enfermagem passa nos leitos convidando todos os pacientes para a ação. “Aos poucos eles vão aparecendo e deixando a timidez de lado”, conta Camila Carvalho. “É visível o quanto a iniciativa alegra e faz bem para eles”, acrescenta a profissional de saúde.

Da esquerda para direita, os enfermeiros Celso de Alencar, Camila Carvalho e Laura Giovanini.

 

 

 

 

 

Edição: Ailane Silva

Atendimento à imprensa
Ascom/Iges-DF
(61) 3550-9281
imprensa@igesdf.org.br

Compartilhe esta notícia pelo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72