Recém-lançada, plataforma EaD Especial Covid-19 alcança 1,2 mil inscritos


16/04/2020 - 15h50

Ferramenta foi criada pelo IGESDF para oferecer vídeos e cursos em ambiente virtual para educação de profissionais e da população frente à pandemia

Lançada há 14 dias, a plataforma ‘EaD IGESDF Especial Covid-19’ já conta com mais de 1,2 mil inscritos. A ferramenta é uma iniciativa do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (IGESDF) e oferece vídeos, cursos e treinamentos em ambiente virtual para capacitar profissionais da saúde e educar a população frente à pandemia

Os internautas podem consultar conteúdos como higienização das mãos, intubação de sequência rápida, paramentação e desparamentação e recomendação de ressuscitação cardiopulmonar em pacientes com infecção por covid-19. Para acessar a plataforma basta acessar o link: https://igesdf.org.br/ead/. É necessário criar um login. A plataforma é dinâmica e o conteúdo é continuamente produzido por profissionais especializados do IGESDF, com dados técnicos atualizados.

“Proporcionar conhecimento para a população e fortalecer a aprendizagem dos nossos profissionais principalmente, nesse momento de pandemia, é fundamental, porque com o conhecimento é possível aumentar a prevenção e proteção contra a Covid-19”, enfatizou o diretor-presidente interino do IGESDF, Sérgio Costa.

A EaD IGESDF Especial Covid-19 soma-se às outras estratégias no enfrentamento da pandemia pelo coronavírus. A plataforma irá ampliar o alcance das ações de educação permanente para todos os colaboradores do IGESDF e demais profissionais do Sistema Único de Saúde.

 

Produzido por especialistas do IGESDF, o conteúdo é disponibilizado nos formatos de web-palestras, cursos e vídeos com orientações direcionadas para o combate à pandemia.

Para o profissional de saúde, a ferramenta será um meio rápido e intuitivo de receber orientações sobre as formas de atendimento seguro aos pacientes e como se proteger adequadamente.

Para a população, que não pode sair de casa, é um caminho para buscar informações qualificadas de como se prevenir, já que há circulação de muitas informações inadequadas.

 

Texto: Ailane Silva/Ascom IGESDF

Fotos: Davidyson Damasceno/Ascom IGESDF