Secretaria de Saúde divulga plano de mobilização de leitos para a covid-19

Plano de sete fases prevê até 217 leitos de UTI

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Secretaria de Saúde apresentou, na tarde desta sexta-feira (14 , o plano de mobilização de leitos para o enfrentamento da pandemia de covid-19. Serão sete fases de mobilização, a serem ativadas de acordo com o aumento da demanda.

A primeira foi ativada hoje e já disponibiliza dez leitos de UTI no Hospital Regional de Samambaia. Outros dez leitos serão abertos na quarta-feira (19). Se necessário, serão ofertados até 217 leitos de UTI na rede pública, além de 133 contratados na rede privada.

Coletiva de imprensa no auditório da Secretaria de Saúde

“Esse plano vinha sendo preparado pelos nossos técnicos para que, em momento nenhum a gente tivesse dificuldades”, afirmou o secretário de Saúde, general Manoel Pafiadache. Presente na coletiva, o governador em exercício, Paco Britto, destacou também a importância de a população se atentar às medidas de prevenção, como o uso de máscaras, a manutenção do distanciamento social e da etiqueta respiratória.

De acordo com o secretário-adjunto de Assistência à Saúde da SES-DF, Fernando Erick Damasceno, o plano possibilitará o atendimento aos pacientes com covid-19 sem haver a descontinuidade da prestação de outros serviços. “Temos um sistema de saúde preparado para o cenário que está por vir”, reforçou.

A segunda fase da mobilização de leitos de UTI envolve 10 unidades do Hospital Regional de Ceilândia. A terceira fase contempla oito leitos do Hospital Regional de Sobradinho. A quarta fase prevê 20 leitos do Hospital Regional do Gama. A fase cinco poderá disponibilizar 20 leitos do Hospital Regional da Asa Norte e a fase seis, até 40 letos do Hospital Regional de Santa Maria. Se necessário, a fase sete deverá ser acionada, com o uso de 60 leitos do Hospital da Polícia Militar.

Na rede privada, a Secretaria de Saúde contratou 40 vagas de UTI no Hospital Daher, 19 no Hospital Domed, nove do Hospital Santa Marta, 25 do Hospital Home, 20 do Hospital São Mateus e 10 do Hospital São Francisco. Há também cinco leitos de UTI neonatal no Hospital Santa Marta e cinco no Hospital São Francisco.

Em termos de Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) poderão ser até mais 50 leitos adicionais, em três fases de mobilização. Já na enfermaria para covid-19 podem ser disponibilizadas 60 vagas no Hospital Acoplado de Ceilândia (fase 1), 30 no Hospital Acoplado de Sobradinho (fase 2), 40 no Hospital da Cidade do Sol (fase 3) e 20 contratados no Hospital da Polícia Militar (fase 4).

Reportagem: Humberto Leito, da Agência Saúde – DF

Edição: Margareth Lourenço

Revisão: Juliana Sampaio

Compartilhe esta notícia pelo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72

Nossas redes:

IGESDF | SMHS - Área Especial - Quadra 101 - Brasília - DF | CEP: 70.335-900 | CNPJ: 28.481.233/0001-72