Troca de tanque de oxigênio gera névoa no Hospital de Base

O que parecia ser um fenômeno da natureza era mais uma operação para esvaziar e substituir o tanque de armazenamento de oxigênio.

Ascom/Iges-DF
13/11/2020 - 13h24

Ascom/Iges-DF
Oxigênio puro, que não faz mal à saúde, tomou conta do estacionamento | Foto: Davidyson Damasceno – Ascom/Iges-DF

O Hospital de Base amanheceu hoje (13) sob intensa névoa, que encobriu todo o estacionamento, surpreendendo quem passava pelo local. Não era, porém, nenhum fenômeno da natureza fora de época. Tratava-se de uma operação para esvaziamento e substituição do tanque de oxigênio medicinal, que fica próximo ao setor de Anatomia Patalógica do HB.

O tanque da empresa White Martins, que fornecia o produto, foi trocado por outro da IBG, novo fornecedor. A operação gerou uma névoa branca, formada por oxigênio puro, mas que não é tóxico, não causando prejuízo à saúde a quem inala o produto.

A substituição do tanque foi feita por funcionários das empresas fornecedoras e acompanhada por técnicos do Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) e por brigadistas do próprio Hospital de Base.

Não houve qualquer incidente, mas a névoa acabou produzindo imagens interessantes, como as que aqui estão publicadas.

Davidyson Damasceno - Ascom/Iges-DF
Colaborador em meio à névoa causada pelo esvaziamento do tanque | Foto: Davidyson Damasceno – Ascom/Iges-DF
Davidyson Damasceno - Ascom/Iges-DF
Estacionamento também foi invadido pelo oxigênio medicinal na manhã desta sexta-feira | Foto: Davidyson Damasceno – Ascom/Iges-DF
Davidyson Damasceno - Ascom/Iges-DF
Central de armazenamento de gases do Hospital de Base | Foto: Davidyson Damasceno – Ascom/Iges-DF

Ascom/Iges-DF

Atendimento à imprensa
Ascom/Iges-DF
(61) 3550-8810
imprensa@igesdf.org.br